Bruno Haddad / Cruzeiro
Bruno Haddad / Cruzeiro

Luxemburgo estreia com a missão de tirar Cruzeiro da ameaça da degola da Série B

Equipe mineira ocupa a 18ª colocação na Série B e busca uma reação imediata para conseguir subir na classificação

Redação, Estadao Conteudo

07 de agosto de 2021 | 07h08

O Cruzeiro está na zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro e distante 13 pontos do G4 - a zona de acesso -, mas ainda assim o técnico Vanderlei Luxemburgo chegou com o conhecido discurso motivacional e garantiu que os mineiros brigam, sim, para subir. O primeiro desafio será fora contra o embalado Brusque neste sábado, às 11 horas, no estádio Augusto Bauer, pela 16.ª rodada.

"Não tem nenhum time que está fora da zona do rebaixamento. Nenhum time ganhou o campeonato e nenhum time está ali que fugiu (do rebaixamento). O campeonato está para nós, está para tentarmos colocar o Cruzeiro para cima e buscar a Primeira divisão", disse Luxemburgo em tom otimista.

O substituto de Mozart Santos chega com o Cruzeiro na seca de vitórias há quase dois meses. São seis empates, contando o 2 a 2 da última rodada contra o Londrina, e três derrotas. Na antepenúltima colocação, o clube celeste soma 13 pontos. O Brusque, enquanto isso, acumula 24 pontos e sonha com o G4 - a zona de acesso. Após empatar sem gols com o Coritiba, os catarinenses passaram a acumular cinco rodadas sem derrotas.

No Cruzeiro, Luxemburgo participou ativamente do seu primeiro treino. Antes da bola rolar, ele fez questão de conversar com todos os jogadores. Palavras de ordem e discurso motivacional deram o tom. Ao longo do treino, ele também gritou, gesticulou e tentou organizar o time que não terá o suspenso Norberto.

"Vai ter que sacrificar muito, se doar muito, e se empenhar muito para conseguir o objetivo. Se não for, nós não vamos conseguir. Eu não faço mágica. Eu trabalho em futebol. Os grandes responsáveis pelas conquistas são vocês. Não adianta o técnico passar toda a experiência. Vocês, dentro do campo, é que vão realizar", ressaltou.

No Brusque, o técnico Jerson Testoni não poderá contar com Rodolfo Potiguar, que cumprirá suspensão. Juliano, João Carlos, Toty, Jhon Cley, Gabriel Taliari e Marco Antônio seguem no departamento médico.

"A expectativa é de uma partida contra uma grande equipe, um time de tradição, com a camisa pesada, com jogadores com potencial muito grande, que a gente respeita muito, além da estreia de um treinador consagrado que é o Luxemburgo, mas a gente também acredita no nosso potencial. Vamos jogar dentro da nossa casa, onde somos muito forte", analisou Testoni.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.