Luxemburgo evita lamentar empate do Fluminense no Rio

A ascensão do Fluminense no Campeonato Brasileiro foi brecada na noite de sábado, quando o time não conseguiu conquistar o terceiro triunfo consecutivo no torneio ao somente empatar com o Coritiba por 1 a 1, no Maracanã, pela 23ª rodada do torneio nacional. O técnico Vanderlei Luxemburgo, porém, evitou lamentar o tropeço como mandante.

AE, Agência Estado

22 de setembro de 2013 | 10h52

"Resultado bom dentro das circunstâncias do jogo. No primeiro tempo eles só buscaram o contra-ataque e acharam o gol numa bola no lado do campo. Avisamos que poderia acontecer durante a palestra, mas paciência, mérito do adversário", analisou Luxemburgo, que explicou a sua decisão de fazer duas alterações no intervalo e disse que o desgaste físico atrapalhou o desempenho do seu time.

"Tinha preparado outra situação, mas o Carlinhos pediu para sair alegando cansaço e tive de alterar meu pensamento. Mexi de acordo com o que devia fazer, pensando na parte física. Estávamos com viagem nas costas, jogando quarta e sábado. Quando não se pode ganhar o melhor é não perder", afirmou.

Luxemburgo elogiou a atuação de Ronan, que substituiu Carlinhos no segundo tempo, mas pediu calma com as promessas das categorias de base do clube. "Assim como os outros jovens, o Ronan está mostrando qualidade. Os atletas que estão subindo da base, com certeza poderão render melhor no ano que vem, quando estarão melhor preparados", encerrou.

O empate de sábado deixou o Fluminense com 30 pontos, na oitava colocação no Campeonato Brasileiro, mas o time pode perder várias posições neste domingo. A equipe volta a entrar em campo no próximo sábado, quando vai enfrentar o Goiás, às 18h30, no Serra Dourada, pela 24ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.