Alex SIlva/Estadão
Alex SIlva/Estadão

Luxemburgo fala em ajustes para evolução de jovens e manda recado à torcida

Treinador garantiu que o elenco está comprometido e se mostrou esperançoso em conquistar o Estadual

Ricardo Magatti, Especial para O Estado

06 de agosto de 2020 | 05h00

O técnico Vanderlei Luxemburgo explicou a estratégia de montar um Palmeiras mais cauteloso no empate sem gols na primeira partida da final do Campeonato Paulista diante do Corinthians, em Itaquera, e mandou um recado à torcida. Ele se mostrou esperançoso em conquistar o título estadual e garantiu que todo o elenco está comprometido.

O treinador falou sobre a opção de mandar a campo uma escalação mais cautelosa, apenas com dois atacantes - Luiz Adriano e Rony - e Zé Rafael no lugar de Willian. A ideia, afirmou, era não se arriscar para depois entrar em boas condições de decidir o título paulista em casa, no Allianz Parque, no próximo sábado.

"A gente está negociando uma decisão de campeonato. Ontem não terminada nada, ganhando, empatando ou perdendo. O campeonato termina sábado. Tem que haver discernimento de fazer as coisas, expor a equipe sem ser vulnerável", explicou. "Numa decisão de dois jogos não tem que jogar tudo no primeiro jogo. Tem que transferir para o segundo as possibilidades", prosseguiu.

Último técnico a conquistar o Estadual dirigindo o Palmeiras, em 2008, Luxemburgo passou um recado aos torcedores. Ele afirmou que entende as críticas sobre a qualidade do jogo, mas avaliou que a torcida não pode questionar o comprometimento dos jogadores. 

"O torcedor pode questionar a qualidade, se quiser, mas não pode questionar a dignidade e o comprometimento que os jogadores estão tendo com o Palmeiras. A gente sabe que o torcedor é exigente e cobra muito, mas os jogadores tão correspondendo. A gente está esperançoso", pontuou.

O comandante palmeirense também analisou o rendimento dos jovens Patrick de Paula e Gabriel Menino, destaques da equipe alviverde neste ano. A dupla não foi tão bem quanto na partida anterior, diante da Ponte Preta, algo que não desanima o treinador, que confia no crescimento dos meio-campistas.

"Patrick de Paula e o Gabriel Menino ainda têm algum defeito de posicionamento, de discernimento tático, mas a gente vai ajeitando. São jogadores que vão crescer, vão evoluir bastante ainda".

Palmeiras e Corinthians decidem o Campeonato Paulista no sábado, às 16h30, no Allianz Parque. Quem vencer fica com a taça. Se houver novo empate, o título será decididos nas penalidades.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.