Luxemburgo faz alerta a galácticos

O técnico do Real Madrid, o brasileiro Vanderlei Luxemburgo, foi taxativo nesta sexta-feira ao afirmar que se algumjogador quer ficar no time só para jogar, sem aceitar as decisões dotreinador, deve deixar o clube. O alerta tinha endereço certo: jogadores que disseram nos últimos meses que abandonariam o clube se não forem titulares. "Owen tem um contrato, assim como Figo. Por isso devem estar aí.Se vão jogar ou não, é outra história, mas são jogadores do RealMadrid. Quem quer estar aqui só para jogar deve ir embora. Se estãoaqui, é para ficar à disposição da equipe. Se não querem isso, quedigam ao clube e que eles se decidam", afirmou Luxemburgo. Nos últimos meses da temporada passada, Luis Figo criou umapolêmica por ter ficado no banco, mas nesta sexta-feira ele e otécnico se cumprimentaram. "Figo me deu bom dia. Na vida, hámomentos que passam e depois não se pode ter rancor. Somos homens". Luxemburgo também falou de Guti, que tinha afirmado que o melhorpara ele era ir embora. "Se Guti disse que não estava à vontade, queprocure um clube e vá embora, mas se está aqui é porque não há outraequipe e ele deve estar à vontade para trabalhar". O técnico também disse que nesta temporada poderá começar algumascoisas que não pôde fazer na campanha passada. "Agora começamos atemporada desde o início. Farei as coisas que gosto, algumas que nãopude fazer no ano passado. Os torcedores exigirão títulos, e isto énormal. Vamos tentar fazer bem as coisas para ganhar. Queremos a oCampeonato, a Liga dos Campeões e a Copa do Rei". "Para isso", acrescentou, "precisamos de uma equipe equilibrada eversátil. Se não tivermos, será mais complicado. Não podemos pensarem ganhar a Liga dos Campeões, mas em ganhar jogo a jogo".ROBINHO - Luxemburgo falou também de Robinho. Disse que conta com o jogador e acredita que em pouco tempo, a contratação será concretizada. "A negociação com Robinho podem sair hoje, amanhã ou depois deamanhã, mas acho que vai acontecer", disse Luxemburgo após oprimeiro treino da pré-temporada.O treinador encarou com naturalidade a saída do argentino Solari, que se transferiu para a Inter de Milão. "A saída de Solari é normal. Uns entram e outros saem. Ele queria ir para outro clube, e não há mais o que falar sobre isso", concluiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.