Luxemburgo faz testes e mantém mistério no Palmeiras

Técnico realiza quatro alterações no treinamento para confundir Muricy Ramalho para o jogo deste domingo

Juliano Costa, Jornal da Tarde

17 de outubro de 2008 | 19h25

Vanderlei Luxemburgo é o que se chama de "macaco velho" no futebol. Um dia depois de ver seu treino "secreto" ser revelado por uma equipe de TV (com o volante Léo Lima no meio-de-campo titular), o técnico do Palmeiras resolveu abrir o treinamento desta sexta-feira e deixar que todos vissem as quatro alterações que fez na equipe. Veja também: Vote: Quem ganha o clássico deste domingo? Resultados e classificação do Brasileirão Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoDagoberto treina e deve participar do jogo com Palmeiras Presidente do São Paulo reclama da escalação de Salvio Spínola Tudo isso, claro, é para despistar na escalação e confundir o trabalho do técnico adversário, Muricy Ramalho. Afinal, Palmeiras e São Paulo já se enfrentaram quatro vezes este ano e Luxemburgo diz que "o clássico (domingo, no Palestra Itália) será decidido nos detalhes". "Cada vez que a gente desce do quarto o Luxemburgo aparece com uma surpresa", brincou o volante Sandro Silva, que começou treinando nesta sexta-feira na ala direita e depois voltou para sua posição de origem, numa clara preocupação do treinador em tentar barrar as jogadas ofensivas do São Paulo pela esquerda, com Jorge Wagner. A primeira formação testada nesta sexta-feira foi o 3-5-2 e, além de Sandro Silva na ala, a novidade era a presença de Pierre ao lado de Léo Lima no meio-de-campo, ambos como volantes.  Em seguida, Luxemburgo colocou o meia Evandro no lugar do "novo zagueiro" Martinez, na tentativa de poupar o titular do treinamento mais pesado - o jogador reclama de dores na coxa esquerda desde quarta-feira e, segundo o médico Vinícius Martins, "é dúvida para o clássico". Sem Martinez, o esquema voltou a ser o mesmo 4-4-2 do Paulistão. A terceira mudança foi a saída do volante Pierre para a entrada do lateral-direito Elder Granja. Sandro Silva, assim, voltou para o meio-de-campo. E a quarta e última alteração foi o zagueiro Maurício, que entrou na vaga de Evandro, o que fez o sistema de jogo voltar ao 3-5-2 do início do treino. Em todas essas formações, uma certeza para o clássico de domingo, contra o São Paulo, no Palestra Itália: o volante Léo Lima é o escolhido para o lugar que foi de Jumar, suspenso pelo terceiro cartão amarelo levado na partida contra o Figueirense. E, apesar de a saída de Elder Granja do time titular vir sendo testada por Luxemburgo há três semanas, é pouco provável que o treinador o deixe no banco no domingo, principalmente porque o lateral tem uma jogada ensaiada com o atacante Alex Mineiro que é muito forte. A tendência, com a recuperação física de Martinez, é que Luxemburgo mande a campo o seguinte time para enfrentar o São Paulo: Marcos; Gustavo, Roque Júnior e Martinez; Elder Granja, Sandro Silva, Léo Lima, Diego Souza e Leandro; Kléber e Alex Mineiro. "A gente não sabe ainda qual será a escalação, mas é certeza que o Vanderlei sabe o que fazer para surpreender o São Paulo", disse o zagueiro Roque Júnior. "O time deles tem um padrão de jogo bem definido já faz um tempo, com três zagueiros. Tínhamos mesmo que testar várias formações. Foi uma semana proveitosa de treinamentos." Depois de tantos testes, o elenco palmeirense voltou na noite desta sexta-feira de Atibaia, cidade no interior de São Paulo onde passou a semana trabalhando. E foi direto para a concentração num hotel da zona sul da capital paulista - neste sábado, faz um treino leve na Academia de Futebol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.