Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Luxemburgo isenta Dudu após expulsão e revela testes para fase final do Paulistão

'Não houve porrada, não houve briga, não houve nada', critica o técnico da equipe alviverde

Redação, Estadão Conteúdo

09 de fevereiro de 2020 | 08h26

Expulso aos 48 minutos do segundo tempo por causa de uma discussão com o meia João Paulo, da Ponte Preta, o atacante Dudu foi isentado de culpa pelo técnico Vanderlei Luxemburgo após a vitória do Palmeiras por 1 a 0, no sábado, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), pela quinta rodada do Campeonato Paulista. O comandante alviverde criticou, sim, a arbitragem da partida, que foi de Douglas Marques das Flores.

"Eu acho a expulsão do Dudu e do garoto da Ponte Preta uma baita de uma bobagem. Sem necessidade. Não houve porrada, não houve briga, não houve nada. Só para dizer eu sou juiz e eu que mando. Faltou calma para o Dudu? Coisa de jogo. Jogando pelada, vocês já não xingaram? Achei bobagem ele prejudicar duas equipes para a próxima rodada para mostrar que manda no jogo", disse Luxemburgo.

Com o cartão vermelho recebido, Dudu ficará de fora da partida que marcará a inauguração do gramado sintético do estádio Allianz Parque, em São Paulo. No próximo domingo, o time enfrenta o Mirassol em sua arena, pela sexta rodada.

Líder do Grupo B com 10 pontos, o Palmeiras briga com Santo André e Novorizontino pelas duas vagas às quartas de final do Paulistão. Luxemburgo já está pensando no futuro e explicou quais testes fez no time titular diante da Ponte Preta.

"Daqui a pouco entra a fase decisiva e estou fazendo alguns testes. O Zé Rafael é um jogador lento para jogar de lado. Mas hoje (sábado) fiz duas experiências com ele. Primeiro de segundo volante e depois com mais um do lado. E ele começou a sair para o jogo. Ele tem mostrado ser um bom ladrão de bola sem fazer a falta. Poder de marcação. Ele encontrou um espaço para ele. Se vai continuar ou não é outra coisa", comentou.

Para Entender

Campeonato Paulista: grupos, premiação e muito mais

Confira as principais informações do Paulistão, um dos Estaduais mais disputados do futebol brasileiro

Sobre o jogo em Campinas, Luxemburgo elogiou a movimentação de Luiz Adriano, autor da assistência para o gol de Willian, e lembrou do Palmeiras treinado por ele próprio na década de 90.

"Se vocês pegarem lá atrás, eu tinha o Edmundo pela direita, o Edilson pela esquerda e o Evair voltava um pouquinho. O Luiz Adriano tem essa característica de voltar para negociar a bola de um lado para o outro. Ele sai, alguém acompanha e cria outras situações. Eu acho que foi algo que eu queria experimentar, o time jogou muito bem. Poderíamos ter feito mais gols, mas estamos levando três pontos importantes", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.