Nina Lima/Divulgação - 10/8/2011
Nina Lima/Divulgação - 10/8/2011

Luxemburgo lamenta nova derrota do Flamengo, mas elogia grupo

'Estou chateado, mas infelizmente as derrotas estão acontecendo. Não adianta inventar fantasma'

AE, Agência Estado

12 de setembro de 2011 | 09h50

RIO - O técnico Vanderlei Luxemburgo lamentou uma nova derrota sofrida pelo Flamengo, que no último domingo foi superado por 2 a 1 diante do Atlético-PR, em Macaé (RJ), e caiu para a sexta posição do Campeonato Brasileiro. O treinador, porém, evitou eleger culpados pela fase ruim atravessada pela equipe e até fez elogios ao seu time depois do confronto válido pela 23.ª rodada da competição nacional.

"Estou chateado, mas infelizmente as derrotas estão acontecendo. Não adianta inventar fantasma. Eles (jogadores) tentaram, não querem perder. Eu tenho que continuar trabalhando, que daqui a pouco a bola entra. Não vi o time intranquilo. Tocou a bola, teve a paciência. Faltou tocar às vezes ao invés de jogar só na área. Mas vi a equipe com posse de bola", ressaltou Luxemburgo.

O comandante também lamentou o fato de que o Atlético-PR marcou o seu segundo gol logo aos 33 segundos da etapa final e soube aproveitar as poucas chances que teve de vazar a meta do goleiro Felipe. "Ficou complicado depois do segundo gol, logo no início do segundo tempo. O Felipe praticamente não pegou na bola durante o jogo. Só dentro (do gol), duas vezes. Mas isso faz parte do futebol", acrescentou.

O zagueiro Alex Silva também preferiu adotar um discurso otimista ao comentar a nova derrota sofrida pelo Flamengo, que ficou sem somar pontos nas suas últimas quatro partidas do Brasileirão. "Temos uma semana para trabalhar onde está errado. Precisamos levantar a cabeça. Tenho certeza que o Flamengo vai dar a volta por cima", aposta o defensor, que vê o time sem sorte nesta fase negativa.

"É fase. Quando não dá certo, não adianta. O Thiago Neves cabeceou uma bola e o zagueiro tirou em cima da linha. Não pode falar que o Flamengo não teve raça, que faltou ir para cima. Tentamos de tudo e, infelizmente, não saiu o gol", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.