Gilvan Souza/Divulgação
Gilvan Souza/Divulgação

Luxemburgo minimiza derrota e queda do Flamengo na tabela

Vanderlei Luxemburgo evitou valorizar a derrota que desbancou o Flamengo do G4 da tabela do Campeonato Carioca, na noite de domingo. Na sua avaliação, o clássico com o Botafogo foi equilibrado, com chances para os dois lados. O rival, contudo, soube aproveitar sua chance para vencer por 1 a 0.

Estadão Conteúdo

02 Março 2015 | 09h25

"Foi nossa primeira derrota no Carioca e em um clássico. Faz parte do jogo e temos que continuar tocando. A competição não termina hoje. Estamos a caminho da classificação", comentou o técnico, cuja equipe caiu para o quinto lugar, fora do G4 que garante vaga nas semifinais da Taça Guanabara (1º turno do Carioca). "A classificação se dá ao longo da competição e não em um jogo só." 

Para Luxemburgo, o Flamengo foi melhor que o Botafogo em momentos importantes do jogo. E atribuiu o revés à falta do gol, e não às alterações realizadas no time. "Quando nós chegamos pelo chão, envolvemos a equipe deles, mas faltou um pouquinho mais de criatividade e o futebol é dessa forma: você pode ter mais posse e não ganhar", afirmou. "A bola deles entrou e a nossa não. Não temos o que reclamar. As mudanças que fizemos não resultaram em gol, mas não significa que estava errado."

Antes de voltar a campo pelo Estadual, o Flamengo fará um amistoso nesta quarta, com o Nacional, do Uruguai, no Maracanã. A partida vai marcar a despedida do lateral Léo Moura, que jogará no futebol dos Estados Unidos. 

Luxemburgo vai preparar o time para este amistoso já pensando no confronto com o Friburguense, sábado, em nova rodada do Carioca. "O time treina de manhã [na quarta] e jogamos pela noite. Vou montar dois times jogando para me preparar durante a semana. É o jogo de despedida do Léo Moura, mas não posso esquecer que jogamos sábado", destacou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.