Luxemburgo: não tenho vergonha de falar

Após a estréia com o pé direito à frente do comando do Real Madrid, em que o time conseguiu marcar um gol em seis minutos de jogo e vencer a Real Sociedad por 2 a 1, o técnico Vanderlei Luxemburgo concedeu entrevista na manhã desta quinta-feira à TV Terra e disse não se importar pelo fato de ainda não dominar uma língua estrangeira. ?Eu não posso ter vergonha de falar. Passo informações no português-inglês-espanhol, tudo junto. A imprensa brasileira é covarde. Quando chega alemão, inglês aí no Brasil e fala errado, ninguém diz nada. Agora uma palavra que a gente fala errado eles ficam pegando no meu pé. Não me preocupo com isso, eu quero que as pessoas me entendam. E como não somos burros, daqui uns quatro, cinco, seis meses já será possível falar o espanhol?, disse.Sobre a ida de Robinho para o time espanhol, Luxemburgo adotou a mesma reposta que tem dado a outros veículos de comunicação. ?Contratação eu trato como assunto interno. Aqui no Real Madrid ou em qualquer outro clube em que eu trabalhei sempre foi assim. Sempre tratei como assunto interno?, despistou. Sobre as chances do Real Madrid ter um bom desempenho nas oitavas-de-final da Liga dos Campeões contra a Juventus, Luxemburgo seguiu o discurso padrão dos técnicos de futebol. ?Vamos trabalhar bastante, principalmente o trabalho tático. Até dia 22 de fevereiro (dia do primeiro confronto contra a equipe italiana) muito pode acontecer?, finalizou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.