Luxemburgo nega erro e destaca reação do Grêmio

O técnico Vanderlei Luxemburgo negou que tenha adotado um esquema tático errado ao escalar o Grêmio com três atacantes no empate por 1 a 1 com o São Paulo, na noite de quarta-feira, em Porto Alegre, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. "Não acho que errei", disse.

AE, Agência Estado

13 de junho de 2013 | 11h17

O Grêmio iniciou a partida com Wellinton, Barcos e Kleber no setor ofensivo, mas a escalação de três atacantes não funcionou, tanto que o time voltou com Biteco para a etapa final, com o meio-de-campo mais fortalecido. Assim, após a troca, o time conseguiu arrancar o empate em 1 a 1.

Luxemburgo ressaltou o poder de reação do Grêmio para não ser derrotado no seu estádio. "O resultado até que foi bom em função de ser o São Paulo. A atitude e a reação no segundo tempo mostraram que o time quer chegar em algum lugar", disse o treinador, que, mesmo irritado, tentou garantir que não se incomoda com a pressão da torcida gremista, que pediu a sua saída.

"Meu nome é Vanderlei Luxemburgo, não troque o G pelo R, ou eu seria burro toda hora. As críticas não me incomodam. Os mesmos que me vaiaram estavam entre os 50 mil que pediram para eu ficar. Hoje, no atual momento, tudo o que eu fizer, vão me chamar de burro", disse.

Ao empatar com o São Paulo, o Grêmio chegou aos oito pontos, na sétima colocação no Campeonato Brasileiro. A equipe gaúcha volta a entrar em campo pelo torneio nacional no dia 7 de julho, quando vai enfrentar o Atlético Paranaense, fora de casa, pela sexta rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.