Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Arquivo/AE
Arquivo/AE

Luxemburgo novamente na vida do Santos, agora como inimigo

Santistas tentam evitar clima ruim com o treinador para o confronto contra o Atlético-MG pela Copa do Brasil

ANDRÉ RIGUE - estadão.com.br,

26 de abril de 2010 | 09h30

O Santos começa a deixar de lado o Campeonato Paulista nesta segunda-feira para se preocupar com a Copa do Brasil. Na quarta-feira, o clube enfrentará o Atlético-MG no Mineirão, no primeiro confronto das quartas de final. O clube de Minas Gerais é comandado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo.

Luxemburgo é um velho conhecido dos torcedores santistas. No ano passado, o treinador não conseguiu sucesso e perdeu o emprego quando Luiz Álvaro assumiu a presidência no lugar de Marcelo Teixeira. O treinador deixou Neymar no banco de reservas e criticava o futebol de Ganso - hoje, os dois são titulares absolutos de Dorival Júnior.

Neymar sofreu uma contusão no olho contra o Santo André e ainda não sabe se poderá atuar no Mineirão. "Esperamos contar com ele", afirmou Dorival Júnior. "É um jovem ainda, mas que tem um bom papel no time do Santos. Sabemos da importância da Copa do Brasil, e como suportar essa maratona de jogos que estamos passando no momento."

Luxemburgo tentou evitar polêmicas com Neymar após a vitória sobre o Ipatinga pelo Mineiro. Em declarações à imprensa de Belo Horizonte, o treinador afirmou que não tenta tumultuar a carreira do jovem santista. "Querem jogar o Neymar contra mim. Dizem que eu deixei ele na reserva, que eu falei isso e aquilo, e hoje defendo ele na seleção. Não sei porque criam essas coisas."

O torcedor do Santos não tem muitas saudades de Luxemburgo. Sobre o confronto contra o ex-treinador, Ganso também tentou evitar polêmicas. "Será um jogo muito complicado. As duas equipes são fortes e estão disputando finais estaduais. O Santos tem de se concentrar apenas no futebol e trabalhar forte para continuar a vencer."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.