Luxemburgo pode escalar Palmeiras 'ideal' contra o Ituano

Meio com Diego Souza e Valdívia, e ataque com Lenny e Alex Mineiro pode estrear nesta quarta

Cosme Rímoli, Jornal da Tarde

28 de janeiro de 2008 | 20h27

Há grandes chances de o Palmeiras dos sonhos de Vanderlei Luxemburgo estar em campo na quarta-feira, em Piracicaba, contra o Ituano: Diego Cavalieri; Elder Granja, Gustavo, Dininho e Leandro; Pierre, Martinez, Diego Souza e Valdivia; Lenny e Alex Mineiro. E com Léo Lima e Jorge Preá no banco de reservas. "Nós já esperamos demais. Cobramos a Federação Portuguesa de Futebol, o Benfica e o Braga. A liberação da documentação de Lenny já está resolvida. Estou muito esperançoso de que Diego Souza também possa jogar. Já esperamos demais", afirmou o gerente de futebol palmeirense, Toninho Cecílio. Luxemburgo conversou muito com o gerente e com a diretoria do Palmeiras depois do empate por 2 a 2 com o Mirassol. O treinador queria uma definição em relação aos três jogadores que devem mudar radicalmente o potencial do Palmeiras. Não se conformava pelo fato de o clube ainda não ter conseguido regularizar a documentação deles. "Tenho certeza de que com Diego Souza, o Lenny e o Léo Lima a equipe ficará muito forte. São três opções que temos no elenco e de que eu preciso", disse o técnico. A ansiedade do treinador se explica também pela insegurança que o time tem demonstrado. Ninguém se conformou com a ingenuidade da equipe que cedeu o empate para o Mirassol no sábado. "Nosso time está em formação. Estávamos ganhando por 2 a 1 e acabamos nos expondo para buscar o terceiro gol e sofremos o empate no final da partida. Isso não poderia ter acontecido", afirmou Elder Granja. Para aumentar um pouco a tranqüilidade Luxemburgo, Lenny e Léo Lima já foram registrados nesta segunda-feira na CBF como jogadores do Palmeiras e podem entrar em campo. O técnico ganhou até o atacante Jorge Preá. Só falta o principal: Diego Souza. "Mas todos vão viajar para Piracicaba e se concentrar para o jogo. Estamos trabalhando como se todos fossem ser liberados", disse Toninho Cecílio. Nos treinamentos, os próprios jogadores admiram o potencial técnico de Diego Souza e Lenny. Eles demonstram ter lugar garantido como titulares na equipe, e o clima é de torcida aberta para que joguem em Piracicaba. "O Valdivia está sobrecarregado pela marcação adversária. Com o Diego Souza a armação das jogadas ficaria dividida, o que será melhor para o time", analisa o zagueiro Gustavo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.