Divulgação
Divulgação

Luxemburgo projeta o Flamengo entre os seis melhores do Brasil

Técnico prevê equipe competitiva com reforços e na boa preparação para a temporada, que tem sido realizada na cidade de Atibaia

Estadão Conteúdo

06 de janeiro de 2015 | 17h49

Depois de passar boa parte da temporada de 2014 tentando tirar o Flamengo da "zona da confusão", o técnico Vanderlei Luxemburgo projeta o time forte em 2015, para brigar entre os seis melhores do País. No primeiro dia da pré-temporada rubro-negra em Atibaia (SP), nesta terça-feira, o treinador falou das expectativas para este ano.

"Precisamos ter o objetivo de conquistar as competições curtas (Campeonato Carioca e Copa do Brasil), mas também ficar entre os seis melhores no Brasileiro. Esses que vão brigar lá na frente para estarem na elite do futebol sul-americano, que é onde devemos estar", considerou o técnico.

Luxemburgo está otimista quanto aos cinco reforços contratados para esta temporada. Três deles - o lateral Thallyson, o zagueiro Bressan e o meia Arthur Maia - são considerados apostas. "Ninguém nasceu Zico, Messi, Maradona. Todo mundo começa a carreira. São jogadores com potencial. Se vai dar certo ou não, é outra história", explicou.

O técnico garantiu que o clube segue em busca de contratações, mas sem tirar os pés do chão. "Falam em contratação de peso. Quem era o Rivaldo quando veio do Mogi Mirim? Nada. O Roberto Carlos? Há muita pressa. O jovem tem potencial e abrimos a janela para crescer. Estamos de olho no mercado".

Durante esta semana, os jogadores do Flamengo devem realizar apenas treinos físicos para recuperar a forma perdida durante as férias. Não há previsão de quando vão treinar com bola. O primeiro jogo do time na temporada está marcado para o dia 18, em um amistoso contra o Shakhtar Donestk, da Ucrânia, mas é possível que antes disso a equipe realize outros amistosos contra equipe locais.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoVanderlei Luxemburgo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.