Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Luxemburgo quer dar 'quilometragem' ao elenco do Palmeiras

Jogadores pouco utilizados ou que estavam lesionados terão uma chance nesta quarta contra o Sport Ancash

Martín Fernandez - Jornal da Tarde,

24 de setembro de 2008 | 10h24

O Palmeiras está com a cabeça no Campeonato Brasileiro, cuja liderança está perto de assumir. Mas já que venceu o Vasco na semana passada e passou de fase na Copa Sul-Americana, precisa encarar o Sport Ancash nesta quarta-feira, no Estádio Nacional de Lima, às 22h, com acompanhamento online do estadao.com.br. O jogo de volta das oitavas-de-final acontece na próxima semana no Palestra Itália. Veja também:   Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Alex Mineiro pede respeito ao Náutico e prevê jogo duro   Vanderlei Luxemburgo prega nas entrevistas que a competição continental é importante para o clube. Mas na prática não é bem assim, tanto que poucos titulares viajaram: o goleiro Marcos, o zagueiro Gustavo e os volantes Leo Lima e Martinez.   Pelo menos a partida vai servir para Luxemburgo dar "quilometragem" a jogadores importantes para o time, mas que vinham sendo pouco utilizados ou estavam lesionados.   É o caso do volante Pierre, que passou dois meses lutando contra contusões e problemas pessoais e agora está de volta. "Para mim é como uma final", disse o camisa 5, que faz sua estréia em competições internacionais.   Os cofres do clube também agradecem se o mistão de Luxemburgo bater os peruanos. Avançar às quartas-de-final da Copa Sul-Americana significa a entrada de US$ 150 mil (mais de R$ 250 mil).   O campo do Estádio Nacional é de grama sintética. "É uma experiência nova para mim", admitiu Pierre. "Mas não vamos poder nos preocupar com isso." Para o zagueiro Gustavo, é preciso ficar espero "porque a bola corre mais".   JOGO DURO O Sport Ancash não chega a ser um problema. Ainda mais depois que a Conmebol marcou o jogo para Lima, e não na cidade de Huaraz, a mais de 3 mil metros de altitude, onde o time normalmente manda seus jogos.   Apesar disso, o técnico uruguaio Antonio Alzamendi diz que seu time é favorito. "Infelizmente não poderemos jogar em nosso estádio, mas temos de ganhar como mandante. Os brasileiros não são favoritos."   Apesar do discurso empolgado, Alzamendi sabe bem da diferença que separa o Ancash de seu adversário. "O Palmeiras é um dos grandes times do Brasil, onde todos os jogadores são bons. Mas se eles vieram sem os titulares temos de tirar alguma vantagem disso".   No time peruano atuam dois brasileiros. Um é o atacante Ronaille Calheira, que foi revelado pelo Colo-Colo, da Bahia. O outro é o meia Valtencir Ribeiro que chegou a jogar no Paraná e no Malutron antes de chegar ao Peru. Na fase anterior o Ancash se valeu da altitude de Huaraz para eliminar o chileno Ñublense com uma goleada (4 a 0).  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.