Luxemburgo quer Marcos como titular do Palmeiras

Técnico quer fazer pentacampeão se sentir mais importante no grupo que treina em Atibaia

Daniel Akstein Batista, O Estado de S. Paulo

05 de janeiro de 2008 | 12h55

Um dos maiores ídolos da torcida palmeirense deve retomar a posição de titular em 2008. Se depender de Vanderlei Luxemburgo, Marcos vai voltar ao gol do time alviverde. "Quero que ele seja um dos jogadores mais importantes do grupo", falou o treinador, neste sábado, no segundo dia de trabalho em Atibaia, onde a equipe faz a pré-temporada. "O Marcos tem de se sentir importante, estou deixando ele bem à vontade."   Veja também:  Luxemburgo rebate acusações de Leão no Santos   O pentacampeão mundial não joga uma partida oficial há mais de nove meses fraturou o braço esquerdo no jogo contra o Juventus, em março, no Campeonato Paulista. Passou por cirurgias, colocou uma placa no local, fez sessões de fisioterapia e, já recuperado, chegou a ficar no banco de reservas contra o Corinthians, em setembro, no Campeonato Brasileiro. Mas sofreu outra lesão, para seu desespero. Em outubro, chocou-se com o atacante Rodrigão em um treinamento e fraturou novamente o braço.   Luxemburgo nunca escondeu a admiração que tem por Marcos. Rasga elogios a ele. E torce pela recuperação do número 1 do Palmeiras, apesar das boas atuações de Diego Cavalieri no ano passado. Marcos precisa agora recuperar a forma física para voltar a jogar, apesar de já ter voltado a treinar com bola. Afinal, ficou dois meses parado e a fisioterapia, mais uma vez, fez parte da sua rotina.   Na estréia do Campeonato Paulista, dia 17, contra o Sertãozinho, Cavalieri ainda deve ser o titular. Mas depois, no decorrer da competição e também na Copa do Brasil, Marcos vai brigar pela titularidade. Com a vantagem de já ter uma bela história no clube e também, lógico, ter o respaldo e o apoio de Luxemburgo.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasPaulistão Série A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.