Luxemburgo quer terminar o trabalho

Vanderlei Luxemburgo renovou contrato por um ano com o Santos, nesta terça-feira de manhã. No acordo, incluiu uma cláusula que permite sua saída se receber oferta do exterior - mas com a obrigação de seguir com o Santos até o final da Libertadores. Luxemburgo disse que não rejeitou a MSI. "Optei pelo Santos porque faltava concluir o nosso projeto. Não poderia sair, de novo, no meio do caminho."Agência Estado - Por que você rejeitou os milhões de dólares da MSI?Vanderlei Luxemburgo - Eu não rejeitei a MSI. Eu não disse não ao Corinthians. Em termos financeiros, o que eles me ofereceram foi um absurdo. O contrato era muito bom. Seria por três anos, um grande projeto, de muita ambição. Era grandioso.AE - Se era tudo isso, muito dinheiro, por que optou pelo Santos?Luxemburgo - Sempre disse que a minha decisão não dependia da parte financeira. Optei pelo Santos porque faltava completar o ciclo. Dei início a uma série de projetos, quando voltei em maio, e não poderia sair no meio do caminho. Já teve aquele problema em 97 (deixou o Santos e assinou com o Corinthians). Não queria que a história se repetisse. Aparei as arestas de 97.AE - O que falta para completar o ciclo na Vila Belmiro?Luxemburgo - Começamos as obras do novo CT, mudanças no futebol, que não poderiam ser paralisadas. Quero terminar todos esses projetos em 2005.AE - Mas não foi só por isso que resolveu renovar o contrato?Luxemburgo - Não é "só isso", como você está dizendo. O projeto do Santos é bonito e quero levar até o fim. No novo contrato, incluímos uma cláusula que o Santos me libera se eu receber uma proposta do exterior. Mas tem uma condição: só posso sair depois que o time terminar a participação na Libertadores.AE - Que garantias recebeu do presidente Marcelo Teixeira?Luxemburgo - Ele me deu a palavra oficial de que todos os grandes jogadores não serão negociados. Robinho, Léo, Elano e Deivid, segundo o Marcelo, permanecerão até o final do ano. O presidente quer montar um time muito forte.AE - Já tem os reforços na cabeça?Luxemburgo - Sei do que o time precisa. Amanhã (hoje) terei uma reunião com o presidente para uma avaliação geral sobre quem vai ficar, quem vai sair e quem pode vir.AE - Tem algum nome de reforço para revelar?Luxemburgo - Isso é uma questão interna... Quando estiver fechado, toda a imprensa ficará sabendo.AE - Você assumirá todo o departamento de futebol? Indicará diretores? Vai controlar as divisões de base?Luxemburgo - Não. As coisas vão continuar como começamos. Não vou interferir no trabalho de ninguém, apenas colaborar com idéias e orientações. O clube continuará com a autonomia nos departamentos.AE - Quando reassume o time?Luxemburgo - Tenho uma reunião com o Marcelo amanhã (hoje) e outra na segunda ou terça-feira quando definiremos as prioridades do time. Depois, vou descansar dez dias. Dar uma reciclada. Eu e o Santos temos grandes metas para 2005. Tenho certeza que alcançaremos todas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.