Luxemburgo tenta agredir dirigente do Sport Recife

Técnico palmeirense é provocado, desce do ônibus e vai tirar satisfações com conselheiro pernambucano

Juliano Costa, Jornal da Tarde

01 de maio de 2008 | 01h11

A derrota para o Sport Recife por 4 a 1 mexeu com os nervos do técnico Vanderlei Luxemburgo. Na saída da Ilha do Retiro, o treinador do Palmeiras quase trocou socos com um dirigente pernambucano. Veja também: Sport Recife goleia Palmeiras e avança na Copa do Brasil Quando estava no ônibus, o treinador foi provocado por Romero Monte da Cunha, ex-diretor e atual conselheiro do Sport. "Luxemburgo, quando foi o jogo mesmo?", perguntou o dirigente ao técnico. Luxemburgo desceu do ônibus e foi tirar satisfações. Mas antes de "sair na mão" com o dirigente, seguranças do Palmeiras seguraram o treinador. Antes mesmo da partida, Luxemburgo culpou a imprensa pelo clima de animosidade que o clube encontrou em Pernambuco - na chegada ao estádio, uma bomba caseira foi lançada no ônibus e estilhaçou um dos vidros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.