Luxemburgo: trabalho começa agora

Uma vitória, um empate e três derrotas. Uma desclassificação na Libertadores e uma modestíssima 19ª colocação no Campeonato Brasileiro. O início da segunda passagem de Vanderlei Luxemburgo pela Vila Belmiro tem sido decepcionante. Mas o técnico, que tem contrato até dezembro com o Santos, diz que seu trabalho irá começar, de fato, só agora. E promete que as coisas vão melhorar."Agora teremos tempo para recuperar alguns jogadores que não estão bem", disse Luxemburgo, à Rádio Globo, sem revelar os nomes daqueles que estariam rendendo abaixo da sua expectativa. O meia Elano, substituído nas últimas duas partidas, seria um desses que estariam tendo um desempenho decepcionante para Luxemburgo.Para implantar sua "filosofia de trabalho", o treinador diz contar com o apoio total da diretoria. Mas se sua contratação nunca chegou a ser unanimidade entre diretores, conselheiros e torcedores, o que dizer agora, que o time foi eliminado da Libertadores?"Estou tranqüilo. Já conversei com o presidente (Marcelo Teixeira) sobre como correr atrás do prejuízo e nós faremos o que for preciso para que isso aconteça. Temos um projeto para criar uma nova estrutura no nosso CT para os jogadores e eu estou com a minha capacidade à disposição para desenvolver este trabalho", afirmou Luxemburgo.O tal projeto para o CT, curiosamente, começou com o próprio Luxemburgo, em sua primeira passagem pelo clube, em 1997. No ano seguinte, porém, o treinador preferiu ir para o Corinthians (apesar de ainda ter mais 12 meses de contrato com o Santos) e o projeto foi abandonado. A idéia era fazer com que o CT Rei Pelé fosse um dos mais modernos do Brasil, com alojamentos para que os atletas se concentrassem e passassem mais tempo juntos no clube, como acontece no Cruzeiro, último time comandado por Luxemburgo. Atualmente, a concentração é feita num hotel em Santos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.