Luxemburgo: vamos manter os pés no chão

Para Vanderlei Luxemburgo, este pode ser o título mais difícil de sua carreira. E o técnico promete: não vai vacilar. "Por todas as dificuldades que tivemos ao longo do campeonato, agora que temos a chance (de ser o melhor da temporada), não vamos deixar escapar. Vou trabalhar diuturnamente para conquistar esse título."Luxemburgo sabe que com a vitória deste domingo sobre o São Caetano, por 3 a 0, o Santos está com uma mão na taça. O time, que passou os últimos dois meses atrás do Atlético-PR, agora só depende de si para ser campeão. Basta vencer o Vasco, domingo, em São José do Rio Preto. "Só não podemos tirar os pés do chão. Temos ainda que fazer a nossa parte, que é vencer o último jogo. Só depois disso é que poderemos comemorar."Questionado se acredita na possibilidade de o Vasco escalar um time misto no domingo, Luxemburgo deu de ombros. "O importante é que nossos atletas entendam que, do outro lado, está o Vasco, time de uma camisa cheia de tradições, independentemente de quem a estiver vestindo."Segundo o treinador, seu maior trabalho durante a semana será conter a euforia dos jogadores. Ele mesmo já está se policiando. Durante a vitória sobre o São Caetano, informado a respeito do que acontecia em São Januário, ele comemorou bastante o gol vascaíno. Vibrou mais ainda quando veio a confirmação de que o jogo havia acabado com a vitória do Vasco. "Mas agora é hora de pensar no nosso time. Quero um elenco empolgado, sim, com a possibilidade de ser campeão, e determinado para ir em busca disso."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.