Gilvan de Souza/Estadão
Gilvan de Souza/Estadão

Luxemburgo vê empate justo e prevê estreia difícil na Copa do Brasil

Técnico do Flamengo reconhece que não merecia a vitória diante do Madureira e já avalia a pedreira que terá diante do Brasil de Pelotas

Estadão Conteúdo

23 de fevereiro de 2015 | 08h52

O técnico Vanderlei Luxemburgo considerou justo o empate do Flamengo por 1 a 1 com o Madureira, domingo, em Volta Redonda, pela sexta rodada do Campeonato Carioca, um resultado que tirou o time da liderança da competição. O treinador evitou lamentar a situação, dando méritos ao adversário pelo resultado do duelo.

"Conseguimos o empate e fomos para cima. O resultado foi justo. Fico insatisfeito pelo placar, mas satisfeito com o resultado da equipe. A obrigação é sempre de ganhar, mas é preciso dar méritos ao Madureira. Ainda tem muita coisa para acontecer no campeonato", declarou. 

Luxemburgo avaliou que o Flamengo estava melhor em campo quando o Madureira abriu o placar da partida, ainda no primeiro tempo, o que acabou trazendo dificuldades para o time da Gávea, que não conseguiu a virada. 

"Nosso início foi bom. O time estava bem e criou três ou quatro situações, mas o Madureira fez um gol. É um time experiente, bem treinado e encaixado. Então, por mais que tenha camisa, fica difícil. No segundo tempo, fizemos mudanças, tentamos, conseguimos o empate e fomos para cima. Tanto é que o Paulo Victor não fez nenhuma defesa importante", disse. 

Em segundo lugar no Campeonato Carioca com 14 pontos, o Flamengo agora volta as suas atenções para a Copa do Brasil, pois na quarta-feira vai estrear no torneio nacional diante do Brasil de Pelotas, no Rio Grande do Sul. E Luxemburgo prevê um duelo complicado. 

"Temos acompanhado o Brasil, e as informações são de que é um time forte, bem treinado e que marca muito bem. É um clube de tradição no futebol brasileiro, que acabou de ganhar do Grêmio na Arena. Vamos ver se conseguimos passar. Não é ir lá e fazer 2 a 0. Se conseguirmos transferir a decisão para dentro de casa, ótimo. Se conseguirmos vencer lá, ótimo. Se fizermos dois gols de diferença, ótimo também. Temos que ter calma contra uma equipe de tradição e que está bem no seu estadual", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.