Balazs Czagany/EFE
Balazs Czagany/EFE

Lyon atropela o Barcelona e fatura o tetra feminino da Liga dos Campeões

Equipe francesa chegou ao sexto título do torneio desde 2011 com goleada por 4 a 1

Redação, Estadão Conteúdo

18 de maio de 2019 | 15h34

A supremacia do Lyon está mantida no futebol feminino da Europa. A equipe francesa chegou ao seu sexto título na Liga dos Campeões desde 2011 ao bater o Barcelona por 4 a 1, neste sábado. Foi a quarta conquista seguida do time da norueguesa Ada Hegerberg, maior artilheira da história do torneio, que foi às redes três vezes na decisão, disputada em Budapeste, Hungria.

A goleada na grande final - a oitava em dez anos do time francês - foi construída ainda com um gol de Dzsenifer Marozsan, capitã da seleção da Alemanha, que abriu o placar logo aos cinco minutos do primeiro tempo.

Os três gols de Hegerberg também saíram na etapa inicial, sendo marcado em um período de 17 minutos, aos 14, 19 e 30. Oshoala, que iniciou o duelo no banco de reservas, descontou aos 44 minutos do segundo tempo para a equipe da Catalunha, que pela primeira vez decidiu a competição continental.

A brasileira Andressa Alves iniciou a decisão no banco de reservas do Barcelona, tendo entrado em campo aos 34 minutos do segundo tempo, quando sua equipe já era goleada por 4 a 0. Nesta semana, a atacante foi convocada por Vadão para a disputa do Mundial Feminino.

Um dos destaques é a francesa Le Sommer, que terminou como a maior goleadora do Lyon no torneio, com seis gols anotados, o Lyon chegou à decisão após passar com facilidade por Avaldsnes, da Noruega (2 a 0 e 5 a 0), na segunda fase, e Ajax, nas oitavas de final (4 a 0 e 9 a 0); além de superar Wolfsburg (2 a 1 e 4 a 2), nas quartas, e Chelsea (2 a 1 e 1 a 1) nas semifinais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.