Lyon empata com Bordeaux, e segue longe dos líderes

Em jogo marcado por confusão no final, o Lyon empatou com o Bordeaux por 2 a 2, neste sábado, fora de casa, e ficou mais distante dos líderes do Campeonato Francês. Os brasileiros Ederson e Cris brilharam em campo e marcaram os gols do time visitante, enquanto Jussiê foi um dos dois jogadores do Bordeaux que foram expulsos nos minutos finais da partida.

AE, Agência Estado

17 de abril de 2010 | 18h36

A confusão começou quando Reveillere fez falta dura em Tremoulinas, do Bordeaux, quando faltavam apenas dois minutos para o apito final. O jogador da equipe anfitriã foi tirar satisfação após sofrer o carrinho e acabou sendo expulso junto do autor da falta.

Na sequência houve um início de briga generalizada que foi rapidamente abafada pelos jogadores reservas dos dois times. Jussiê, que se desentendeu com um atleta do Lyon, acabou recebendo o cartão vermelho também.

O placar deixou o Lyon com 59 pontos, quatro a menos que o vice-líder Auxerre. O terceiro colocado também ficou mais longe do Olympique de Marselha, que lidera com 68. O atual campeão Bordeaux segue na quinta posição, agora com 57, fora da zona de classificação para a Liga Europa.

A partida deste sábado repetiu o duelo das quartas de final da Liga dos Campeões, no qual o Lyon levou a melhor na semana passada. Desta vez, porém, o confronto foi marcado pelo equilíbrio, apesar da vantagem inicial do time da casa.

Jogando com o apoio da torcida, o Bordeaux começou melhor e abriu o placar aos 25 minutos, em finalização de Chamakh. O empate do Lyon veio no início da segunda etapa. Aos 9, Ederson acertou um belo chute de fora da área e venceu o goleiro anfitrião.

O Bordeaux não deixou o rival liderar o placar por muito tempo e voltou a ficar na frente aos 17. Assim como Ederson, o meia checo Jaroslav Plasil bateu de longe e surpreendeu o goleiro. Mas o zagueiro Cris evitou a derrota do Lyon aos 26 minutos, ao acertar cabeçada firme para o gol, após levantamento de Pjanic.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.