Washington Alves/ Divulgação
Washington Alves/ Divulgação

M. Oliveira não revela time, mas vai com força máxima contra Atlético

'Sempre tem que estar forte e doando tudo', avisa técnico

Estadão Conteúdo

10 de abril de 2015 | 20h29

O técnico Marcelo Oliveira não confirmou o time titular do Cruzeiro para o clássico com o Atlético-MG, domingo, no Independência. Mas garantiu "força máxima" para o jogo de ida da semifinal do Campeonato Mineiro. "Força máxima sempre, sempre tem que estar forte e doando tudo, doando o melhor", avisou o treinador, nesta sexta-feira.

Marcelo explicou que ainda não definiu a escalação cruzeirense por causa da sequência de jogos da equipe. Na quarta-feira, o time venceu o Mineros por 3 a 0, pela Copa Libertadores. E, depois do clássico de domingo, a equipe volta a campo pela Libertadores na terça para encarar o Huracán, na Argentina.

"Não temos escalação, porque são três jogos em menos de uma semana. O clássico no campo do adversário, e jogo decisivo na Argentina para a classificação. Mesmo sabendo que o time que jogou no meio de semana foi muito bem. Tenderia para repetir, mas temos que analisar isso", indicou o treinador.

Para o duelo deste domingo, Marcelo Oliveira cobrou mais atenção na marcação, em referência às falhas do Cruzeiro na última rodada da fase de grupos - derrota para o Tombense. "Espero um time mais competitivo, que deixe menos espaço para o adversário. O Atlético-MG tem utilizado de se fechar e jogar no contra-ataque muito rápido", alertou.

Ele também demonstrou preocupação com os resultados do rival no Independência. "Temos que ter esse aprendizado de marcar forte, não estar muito acuado e tentar jogar mais do que jogamos até então nos jogos do Independência. Nos limitamos muito a marcar e pouco chegamos à frente", ponderou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.