Má campanha na Copa derruba chefe da Federação Iraniana

A Organização para a Educação Física, máxima entidade esportiva do Irã, anunciou nesta quinta-feira que o presidente da Federação Iraniana de Futebol, Mohammad Dadkan, vai deixar o cargo em virtude da má campanha da seleção no Mundial. O Irã perdeu dois jogos e empatou um, e foi eliminado na primeira fase, terminando em último lugar no grupo D.Em comunicado publicado no diário local Kargozaran, a entidade informou que desejava "se desculpar em público, em nome da Federação Iraniana de Futebol, por ter ferido o orgulho do país".Depois do empate por 1 a 1 na partida realizada nesta quarta, contra Angola, o técnico iraniano, o croata Branko Ivankovic, anunciou que não pensava em seguir à frente da equipe (ele assumiu o cargo em 2002).Esta foi a terceira participação do Irã e Copas do Mundo. Na primeira, em 1978, saiu na primeira fase com duas derrotas e um empate. Na segunda, em 1998, também foi eliminado na primeira fase, com duas derrotas e uma vitória, contra os Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.