Má fase do Cruzeiro não tira confiança, diz Lucas Silva

Com apenas uma vitória nos últimos cinco jogos e goleado pelo Coritiba por 4 a 0 na última rodada do Brasileirão, o Cruzeiro vive mau momento na temporada. Para complicar ainda mais, fará um clássico com o líder do campeonato, o embalado Atlético-MG, neste domingo, pela última rodada do primeiro turno. Os próprios jogadores admitem que a fase é complicada, mas prometem entrar confiantes em campo para enfrentar o maior rival.

AE, Agência Estado

22 de agosto de 2012 | 15h25

"O Cruzeiro está em uma fase instável, contra um time que vem no embalo forte, mas esperamos surpreender e vencer. A confiança vai continuar, temos que esquecer o extracampo e pensar apenas em jogar. Isso que importa e nos credencia a sair com a vitória", declarou o jovem volante Lucas Silva, de apenas 19 anos.

Nem mesmo a pressão que existe no clube desanima o jogador, que não escondeu a ansiedade por disputar seu primeiro clássico como profissional. "Estou na maior expectativa possível em ajudar o Cruzeiro a sair vitorioso. Sempre quis estar no profissional e jogar um clássico. É um sonho."

Revelação cruzeirense, Lucas Silva subiu recentemente das categorias de base do clube, ganhou elogios do técnico Celso Roth e logo se firmou como titular. Para manter as boas atuações, ele tem conversado bastante com Charles, com quem divide a responsabilidade de marcar no meio de campo.

"O Charles, nos últimos jogos que jogamos, me passou orientações, para jogar mais perto, marcação próxima, não deixar buraco e com a bola em diagonal para fazer o passe. Ele não joga, é um desfalque muito grande, um cara que tem me ajudado bastante. É um cara tranquilo. Gosto muito do jeito dele jogar", afirmou, lamentando a ausência do companheiro, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.