Macedo quer ficar na Ponte

O atacante Macedo confirmou, nesta terça-feira, que pretende continuar na Ponte Preta na temporada de 2002. Mas, antes disso, ele pretende resolver duas questões importantes: pegar seu passe junto ao Grêmio e chegar num acordo com a direção do time campineiro com relação ao seu contrato.O jogador praticamente descartou sua ida para o Juventude-RS, uma imposição do Grêmio para atenuar o débito com o clube pela aquisição do volante Fernando. Aos 33 anos, Macedo acha que chegou a hora de cuidar de seu próprio destino, portanto não aceita mais sua ligação com o clube gaúcho. Na Ponte desde 2000, o ex-atacante do São Paulo e Santos, entre outros clubes, teve uma boa participação ano passado, sendo o segundo artilheiro do time, com 17 gols, sendo superado apenas por Washington, que marcou 45 gols."Sou bem tratado no clube e Campinas fica próxima da minha cidade, que é Americana", justificou Macedo, que não recebeu o esperado convite para atuar no Japão. A diretoria continua interessada na manutenção do jogador, não acreditando que as questões financeiras possam atrapalhar. "A diferença é pequena", garantiu o vice-presidente de futebol, Marco Antonio Eberlim.O empréstimo do volante Mineiro para o Cruzeiro está quase definido. O jogador, inclusive, já acertou contrato com o clube de Belo Horizonte, mas a Ponte ainda não definiu qual jogador pode envolver na transação. O atacante Leonardo foi o primeiro a ser oferecido. Outros dois nomes estão à disposição: os meio-campistas Paulo Isidoro e Cléber Monteiro. A Ponte ainda receberá uma compensação financeira, em torno de R$ 1 milhão.Enquanto aguarda pela chegada de reforços, a comissão técnica continua trabalhando. A prioridade é a parte física sob o comando de Cristiano Nunes e do fisiologista Miguel Arruda. Mas o técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, não quer deixar muito tempo o grupo longe da bola. "O Rio São Paulo começa dia 20 e o tempo de treinamento é curto", explicou.

Agencia Estado,

08 de janeiro de 2002 | 12h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.