Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Madson admite que empate acabou sendo justo: 'Pelas circunstâncias, não foi ruim'

Santos teve que jogar o segundo tempo inteiro contra o Ceará com um a menos por conta da expulsão de Lucas Veríssimo

Redação, Estadão Conteúdo

28 de outubro de 2020 | 20h00

O Santos podia estar lamentando uma derrota para o Ceará, nesta quarta-feira. Jogou uma etapa inteira com um a menos e sofreu pressão do Ceará. Mesmo com um 0 a 0 fora dos planos, o resultado acabou sendo apontado como justo.

"A palavra não é comemorar (o resultado). Mas sabemos que pela circunstância do jogo, o empate não foi ruim", afirmou o lateral-direito Madson. "São 180 minutos de disputa, foram os primeiros 90. Temos totais condições de vencer a partida no Castelão."

Madson fala com a segurança de quem já buscou um triunfo jogando na casa do Ceará. Graças a um gol de Felipe Jonatan, o Santos fez 1 a 0 no Castelão pelo Brasileirão. Terá de repetir o triunfo para avançar às quartas. Ou se garantir nas penalidades caso o segundo jogo volte a empatar.

A expectativa é que o time consiga se impor casa no fez na Vila Belmiro enquanto tinha 11 contra 11 em campo. Lucas Veríssimo levou vermelho após levantar demais o pé e atingir a cabeça de Rafael Sóbis.

"Foi um jogo muito difícil pela situação, pela expulsão, pelo calor. Mesmo assim, tivemos até oportunidades mais claras do que eles para sair na frente", enfatizou Madson.

O Ceará mandou na segunda etapa, porém finalizando sem pontaria. Já o Santos parou três vezes no goleiro Fernando Prass. Veríssimo cumprirá suspensão na volta. Luiz Felipe deve assumir a vaga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.