Ivan Storti/Santos
Ivan Storti/Santos

Madson vê 2 jogos em 1 com Mirassol e diz que empate do Santos seria mais justo

Após perder por 3 a 0 no primeiro tempo, time da Vila voltou com três alterações e conseguiu anotar dois gols

Redação, Estadão Conteúdo

17 de fevereiro de 2022 | 21h49

O lateral Madson destacou a mudança de domínio entre o primeiro e o segundo tempo no jogo feito por Santos e Mirassol nesta quinta-feira. Após descer para o vestiário perdendo por 3 a 0, o Santos voltou com três alterações para a etapa final e conseguiu diminuir o placar para 3 a 2, chegando perto de empatar nos últimos minutos. Madson afirmou que não cabe a ele analisar se a escolha do time titular feita pelo técnico Fábio Carille teria sido errada para esta partida.

"Não posso dizer que foi isso. É uma pergunta que não cabe a mim. Tento fazer o meu papel dentro de campo. Foram dois jogos dentro de um. Primeiro tempo horrível. A equipe começou melhor. Tivemos duas oportunidades para sair na frente. Depois tomamos dois gols que a bola estava no nosso pé e acabamos perdendo. Transição e contra-ataque, sabíamos que seria o jogo do Mirassol. Caímos na armadilha deles", afirmou Madson.

"No segundo tempo a equipe voltou melhor, fizemos dois gols. Poderíamos ter empatado, seria até mais justo. Mas a gente não pode lamentar muito. É descansar. Domingo tem clássico difícil em casa. Dentro da Vila temos que voltar a jogar bem e vencer a partida", completou o lateral santista.

Titular durante os 90 minutos, foi de Madson o primeiro gol que iniciou uma possível reação do Santos, logo aos 4 minutos do segundo tempo. Sozinho, o lateral recebeu longo lançamento de Camacho e cabeceou para fazer o primeiro dos dois gols santistas.

Com a derrota, cai a invencibilidade do Santos fora de casa neste Paulistão e também cai o tabu de o time alvinegro nunca ter sido derrotado pelo Mirassol até então. Com nove pontos, o Santos é o vice-líder do Grupo D, somando quatro pontos a menos que o líder Red Bull Bragantino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.