Reprodução/La Gazzeta dello Sport
Reprodução/La Gazzeta dello Sport

Mãe afirma que Adriano pensou em suicídio

Em entrevista, Rosilda Ribeiro revelou que atacante estava em depressão após morte do pai

AE-AP, Agência Estado

30 de setembro de 2010 | 10h21

A mãe do atacante Adriano revelou que seu filho pensou em suicidar-se quando estava em depressão após a morte de seu pai. "Um dia, quando estava na Itália [na Inter de Milão], me chamou. Me disse que queria deixar o futebol e me confessou que estava pensando em suicídio", declarou Rosilda Ribeiro, em uma entrevista publicada nesta quinta-feira no jornal esportivo italiano Gazzetta dello Sport.

Veja também:

linkAdriano se contunde e deve desfalcar a Roma

"Disse para reagir com o coração, porque nada é mais importante do que a felicidade, e se para alcançá-la devia abandonar o futebol, não seria um problema", completou a mãe do atacante, que chegou a deixar o futebol em 2009, mas depois acertou seu retorno ao Flamengo.

Rosilda também lamentou as más influências de amigos de Adriano. "Adriano aprendeu com as más experiências e entendeu que a sua relação com a favela não pode ser como antes", disse. "Hoje é uma pessoa nova e com a cabeça no lugar e me disse que está bem", manifestou.

A mãe de Adriano afirmou que o atacante, atualmente na Roma, já lida melhor com os seus problemas. "Ele tem força para enfrentar e superar as dificuldades, diferente de antes, está se esforçado, está empenhado em mudar, e esta é a coisa mais importante, porque ele foi o primeiro a se dar conta".

Adriano foi contratado recentemente pela Roma, com um contrato por três anos em que receberá 5 milhões de euros (aproximadamente 11,6 milhões de reais) por temporada. Grande aquisição da equipe da capital italiana, o atacante brasileiro jogou pouco até agora porque ainda não está em boas condições físicas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAdriano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.