Mãe de Romário quer mais gols do filho

Apesar de há muito esperada, a informação de que Romário parou de jogar futebol surpreendeu o meio esportivo. Se não for mais um de seus dribles desconcertantes em um jornalista, que o teria incomodado durante as férias, o Baixinho polêmico, o "rei da área", deixa os gramados após 20 anos de carreira. Mas para sua mãe, dona Lita, o filho ainda pode continuar por mais um ano. De férias com a família em Florianópolis, Romário teria afirmado na segunda-feira ao jornal O Globo de que "não tem mais vontade" de jogar. E este desejo sempre foi manifestado pelo artilheiro, ao ser indagado quando saberia o momento de encerrar a carreira.Desde que foi mandado embora do Fluminense em outubro, depois de se envolver em vários tumultos com jogadores, membros da comissão técnica e torcedores, Romário passou a considerar a hipótese de parar. Nos últimos dias, a amigos, confessou que o desejo de não voltar aos gramados se intensificou. Aos 38 anos, a falta de objetivos no futebol, onde conquistou todos os títulos, exceto a medalha de ouro olímpica, e a oportunidade de levar uma vida boêmia, sem as constantes cobranças, pesaram na avaliação do craque.A mãe de Romário, dona Lita, contou que há alguns dias, o jogador reclamou de cansaço. Sem pestanejar, respondeu ao filho, exigindo que ele atue por mais uma temporada. "Ainda dá para jogar por mais um ano. Está muito cedo para a aposentadoria. Brinquei e falei que se parar com o futebol, também vai ter que parar com as peladas", contou dona Lita, ressaltando em seguida as qualidades do filho. "Tem muito jogador que corre, corre e nada faz. Já o Romário é só deixar parado na área, tocar a bola para ele, que vai sair gol."Em 2005, antes de encerrar a carreira, a tendência era a de que Romário atuasse no Campeonato Carioca, pelo Vasco, clube que o revelou, em 1985. A notícia da aposentadoria do Baixinho também surpreendeu o presidente vascaíno Eurico Miranda. Mas, o dirigente afirmou que ainda conversará com o craque para saber se ele realmente encerrou a carreira ou se aceitará o convite para jogar por mais seis meses.Flamengo x Vasco - E, para deixar os gramados em grande estilo, Romário tem por objetivo realizar uma partida de despedida no Maracanã, no segundo semestre, quando atuaria em cada tempo com as camisas dos times que mais o marcou, segundo declarou ao jornal: o Flamengo e Vasco. Se repetir o desempenho da aposentadoria da seleção, em um amistoso realizado em novembro, em Los Angeles, no Estados Unidos, pela equipe tetracampeã Mundial contra um combinado do México, fará a alegria dos torcedores. Na ocasião, o Brasil venceu por 2 a 1, com dois gols do Baixinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.