Mãe de Ronaldo passa dia 'em orações', pai aposta na volta

Sônia e Nélio devem encontrar o atacante após a operação, na Itália ou na França, até o fim desta semana

Silvio Barsetti, O Estado de S. Paulo

14 de fevereiro de 2008 | 18h55

Abalada, a mãe de Ronaldo, ‘Dona’ Sonia, não conteve o choro quando soube da nova contusão do filho. Ela passou a quinta-feira "em orações" e manteve pelo menos um contato por telefone com Ronaldo. Ficou de encontrá-lo possivelmente nesta sexta ou até no sábado, na Europa. Já o pai do craque, ‘seu’ Nélio, optou por um discurso otimista e disse estar certo de que o atacante do Milan vai voltar a jogar e a surpreender. Veja também: A trajetória de Ronaldo no futebol Médico que operou Ronaldo em 1999 diz que ele poderá voltar Em Paris, Ronaldo é internado para passar por cirurgia  Italianos enviam mensagens por celular ao jogador Ronaldo chega de muletas ao hospital  Jornais italianos questionam futuro de Ronaldo  Milan e Inter se unem pelo atacante  Histórico de lesões da carreira de Ronaldo  O drama de Ronaldo no Milan Ronaldo conseguirá superar mais uma contusão?"Podem falar o que quiser (sobre o eventual fim de carreira de Ronaldo), mas ele já passou por isso e vai sair dessa. Estou tranqüilo, o Ronaldo ainda tem muito a dar ao futebol e vai calar muita gente", afirmou Nélio. Ele também deve deixar o Brasil esta semana para acompanhar os primeiros dias de recuperação de Ronaldo. A grave lesão do atleta, sofrida domingo, em jogo do Milan com o Livorno, pelo Campeonato Italiano, também abalou esportistas ligados ao craque há vários anos. O ex-coordenador-técnico da seleção Zagallo contou que se sentiu mal ao saber do problema. "Se não o conhecesse, eu já ficaria penalizado. Mas convivemos desde quando ele estava com 18 anos." Zagallo disse ainda que Ronaldo é quem deve decidir o futuro na profissão. "Se o objetivo dele for o de continuar jogando, tenho certeza que vai alcançá-lo. O Ronaldo se agiganta quando em situações de extrema adversidade. Ele já provou isso mais de uma vez. Tem uma força de vontade incomum. É exemplo de superação." COLEGASAlguns jogadores com os quais Ronaldo já jogou pela seleção brasileira não deixaram de manifestar solidariedade com o craque publicamente. Foi o caso de Romário. "Sentimos bastante a contusão dele. Espero que melhore e supere novamente um momento como esse, tão delicado. Se Deus quiser, vai voltar o mais rápido possível para fazer seus gols." O volante Emerson, do Milan e que já atuou com Ronaldo também no Real Madri, estava muito triste. "Ronaldo é um dos grandes amigos que fiz no futebol e vê-lo sofrer novamente é terrível. Todos no clube estão solidários a ele, torcendo e rezando por sua recuperação." Para o lateral Cicinho, da Roma, amigo de Ronaldo desde a preparação à Copa de 2006, o craque do Milan "não merecia passar por todo esse sofrimento novamente". COMPANHEIROGuga também revelou-se sensibilizado com mais um drama na carreira do atacante Ronaldo, que passa por novos problemas físicos, resultando em uma nova cirurgia no joelho. "De certa maneira nossas carreiras se comparam. Temos mais ou menos a mesma idade e sei o quanto é difícil sofrer com este tipo de problema. Estou torcendo para sua recuperação", disse Guga.

Tudo o que sabemos sobre:
Ronaldo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.