Jason Cairnduff / Reuters
Jason Cairnduff / Reuters

Mãe do técnico Pep Guardiola morre aos 82 anos vítima do coronavírus

Dolors Sala Carrió, mãe do treinador do Manchester City, não resistiu após ser contaminada pelo vírus

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2020 | 11h40

Dolors Sala Carrió, mãe do técnico Pep Guardiola, morreu nesta segunda-feira, aos 82 anos, vítima do novo coronavírus. O anúncio foi feito nas redes sociais do Manchester City, time inglês no qual Guardiola é o treinador. "A família Manchester City está arrasada ao relatar a morte de Dolors Sala Carrió, mãe de Pep, em Manresa, Barcelona, depois de contrair o coronavírus. Ela tinha 82 anos", informa a publicação. "Todos do clube enviam sua mais sincera simpatia neste momento tão angustiante para Pep, sua família e todos os seus amigos."

Há duas semanas, Pep Guardiola doou 1 milhão de euros (cerca de R$ 5,6 milhões) para a Fundação Àngel Soler Daniel, administrada pelo Collegi de Metges, da cidade de Barcelona. A entidade luta contra o coronavírus no auxílio às pessoas contaminadas na Espanha. A quantia foi destinada para a compra e produção de materiais e equipamentos de saúde. Além disso, também servirá para financiar a produção alternativa de respiradores e outros elementos de proteção para os profissionais de saúde.

Guardiola se envolveu ainda em projetos de pesquisa para obter medicamentos que impedem a transmissão da covid-19, como uma vacina, na qual estão trabalhando o médico Bonaventura Clotet e o pesquisador Oriol Mitjà. Recentemente ele questionou se seria viável recomeçar o futebol sem a presença da torcida. Alguns países, como a Alemanha, já retomam os treinamentos em seus clubes, de forma cuidadosa e com orientação dos õrgãos competentes de saúde do país.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.