Magrão e Leonardo renovam contrato

Se o Palmeiras não anuncia nenhuma contratação, pelo menos parece preocupado em não perder os jogadores que já estão no grupo. Depois de várias especulações ao longo do ano passado sobre uma possível saída para o exterior, o volante Magrão confirmou que vai permanecer na equipe até 2005 e assinou renovação de contrato. Com isso, o clube manterá um dos jogadores de maior identificação com a torcida. Outro que confirmou hoje que vai ficar no Palmeiras é o zagueiro Leonardo. O contrato do jogador termina no dia 21, mas o defensor já confirmou o sucesso das negociações da renovação por mais um ano. Os documentos devem ser assinados nos próximos dias. Ao mesmo tempo, o zagueiro já está recuperado da contusão que o tirou do jogo contra o Guarani - treinou hoje com o restante da equipe. O lateral Baiano foi poupado. Sonho - Como as inscrições para o Campeonato Paulista terminam sexta-feira, o assunto contratações foi inevitável hoje, na Academia de Futebol. Picerni continua insistindo na idéia de que um meia, um atacante e um zagueiro podem chegar e revelou que, assim como é arrojado em campo, também o é nos pedidos de reforços. "Eu dou os nomes, mas para negociar é meio enjoado. Você vê: para trazer um jogador como o Sávio ou o Gamarra eles falam em salários de US$ 100 mil", lamenta o técnico. Outro jogador que agradaria o treinador é o atacante Luizão, ex-Corinthians e que já jogou no Palmeiras. "Mas aí eles pedem R$ 80, 90 mil por mês e é complicado. A gente esbarra em um monte de dólares." Quanto aos recém-promovidos para o time principal, Picerni diz que o aproveitamento vai depender da adaptação deles ao grupo. "Se eles mostrarem condições, jogam até na próxima partida", afirmou o treinador palmeirense sobre os meias Júlio César e William e o atacante Rafael Marques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.