Magrão fica irritado com polêmica

Magrão ficou uma fera com a repercussão de suas declarações sobre Tevez. Segundo o volante do Palmeiras, parte da imprensa deturpou o que ele havia dito sobre o argentino num programa da SporTV, segunda-feira. "É palhaçada", disparou Magrão, nesta terça, na saída do treino. Ele nem quis parar para dar entrevistas. Foi para o vestiário pisando duro.No programa da SporTV, Magrão havia reclamado que fazem muita badalação em cima de Tevez e que pouco se fala sobre Gil. "O Tevez não fez um nada perto do que o Gil já fez pelo Corinthians. Gil carrega o piano há muito tempo", afirmou.Mas Candinho saiu em defesa de Magrão. "Ele não atacou o Tevez, ele defendeu o Gil, que é amigo dele", disse o técnico do Palmeiras.O tumulto gerado pelas declarações de Magrão sobre Tevez surgiu um dia após outra polêmica envolvendo jogadores palmeirenses na imprensa. No domingo, um boato sobre uma suposta briga entre Marcos e Corrêa, após a derrota para a Portuguesa, já havia agitado o ambiente. "Não houve briga nenhuma", afirmou Candinho.O técnico contou em detalhes o que aconteceu no vestiário do Palestra Itália após o jogo com a Portuguesa: "O Marcos entrou ironizando, dizendo que o Palmeiras tinha virado o Robin Hood, que tira dos ricos e dá para os pobres. Eu mesmo disse para ele não falar assim. Ele nem se dirigiu ao Corrêa, que estava ao meu lado, assim como o Magrão. E os dois, de fato, estavam comentando sobre o jogo, lamentando alguns erros. Mas tudo isso numa boa, sem essa de discussão ou briga."Candinho prometeu aos jogadores que ele mesmo iria apurar quem levou notícias falsas do vestiário para a imprensa. "E vamos ficar espertos para ver quem anda freqüentando o vestiário", disse o técnico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.