Williams Aguiar / Sport Clube do Recife
Williams Aguiar / Sport Clube do Recife

Magrão, goleiro do Sport, sofre fratura e está fora do Campeonato Brasileiro

Ídolo do clube pernambucano lamenta não poder ajudar equipe, que está na zona de rebaixamento

Estadão Conteúdo

15 Outubro 2018 | 09h02

Magrão, do Sport, está fora do Campeonato Brasileiro. O goleiro sofreu uma fratura no antebraço direito na partida contra o Atlético Paranaense, neste domingo, e precisará passar por uma cirurgia. O jogador foi levado a um hospital em Curitiba, onde foi submetido a um exame de imagem e recebeu os primeiros cuidados.

Magrão retorna nesta segunda-feira ao Recife, com os demais membros da delegação do Sport. À tarde será reavaliado pelo departamento médico do clube, quando será feita uma previsão do possível retorno do atleta.

Jogador mais velho do Brasileirão, com 41 anos, Magrão tem uma carreira profissional de mais de 20 anos. Só no Sport são 13 temporadas, mais de 700 jogos, nove títulos e 33 pênaltis defendidos - o que ele conta como a vibração de quem faz um gol. O goleiro tem contrato com o clube pernambucano até dezembro de 2019.

Bastante emocionado, Magrão lamentou principalmente o fato de não poder mais ajudar seus companheiros a tirar o Sport da zona de rebaixamento da competição. "Para mim foi uma tristeza muito grande pelo momento que o Sport vive. Eu queria estar no campo para ajudar meus companheiros. Mas infelizmente foi constatada uma fratura e o sentimento é de muita tristeza", disse.

Magrão contou ainda que no momento da contusão, até pela vontade de continuar em campo, ainda tinha esperanças de que não fosse nada muito sério. "Na hora eu achei que tivesse sido aquele choque no cotovelo, porque adormeceu o braço. Mas depois veio a dor e eu sentia um estralo quando girava a mão. Tentei continuar o jogo, falei com o médico, mas a dor só aumentava. Depois vimos que a melhor opção era eu sair, pois eu não tinha nenhuma condição de ajudar a equipe naquele momento", afirmou.

Mesmo abatido, o goleiro pediu apoio e reforçou a confiança em Mailson, seu provável substituto. "O Mailson é um menino que quando foi acionado mostrou muita personalidade, tranquilidade, e nesse momento a gente precisa que o torcedor abrace ele, apoie. E apoie também todos os jogadores, porque o momento nosso pede que todos possam se unir para tirar o Sport dessa situação", completou.

O Sport é o penúltimo colocado do Brasileirão com 27 pontos, à frente apenas do Paraná, que tem 17. O time volta a campo no sábado, quando vai enfrentar o Vasco, pela 30.ª rodada, no Recife.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.