Magrão se rende à fisiologia

O volante Magrão resolveu comemorar sua boa fase na equipe do Palmeiras com uma revelação: a de que se submeteu desde o início do ano a um trabalho para aumentar sua massa muscular. O jogador diz que ganhou quatro quilos desde começo do semestre. ?Ganhei mais arranque, explosão e isso ajudou a melhorar meu desempenho em campo?, reconhece. ?Tive que dar o braço a torcer para a fisiologia.? Magrão justificou o fato de ter se submetido a um tratamento para ganhar massa muscular após alguns anos de carreira, enquanto, no futebol, o comum é que este trabalho seja realizado no atleta logo que ele é promovido para o time profissional. ?Na verdade sempre tentaram me convencer a fazer isso e eu sempre resisti. Mas o Valmir (Cruz) e o Irineu (Loturco), preparadores físicos, me convenceram a tentar?, explicou. ?Fui fazendo aos poucos e, como percebi que estava dando resultado, continuei.? Magrão explica que um dos motivos que o ajudaram a tomar a decisão foi a expectativa de disputar a Série B do Campeonato Brasileiro. ?Sabia que os jogos seriam pedreira e quis me preparar. Além disso acho que a gente sempre tem que procurar evoluir na profissão?, explicou o volante, que fez um trabalho baseado em musculação e uma nova dieta alimentar, sem o auxílio de medicamentos. O volante diz que hoje só faz trabalho de manutenção e acha que os progressos físicos o deixaram mais confiante para tentar novas funções em campo. ?Antes eu só ficava mais atrás, agora já consigo apoiar mais.?

Agencia Estado,

15 de julho de 2003 | 19h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.