Magrão viaja para a Rússia na segunda

Magrão se despede do Palmeiras no jogo de domingo, contra o Fluminense, no Maracanã. Na segunda-feira o jogador embarca para a Rússia, onde se submeterá aos exames médicos de praxe no seu novo clube, o FC Moscou. Depois dos exames, o Palmeiras receberá 50% dos U$ 5,5 milhões oferecidos pelo clube russo - os outros 50% vão para o empresário Juan Figer. Mesmo com sua saída praticamente definida, Magrão faz questão de enfrentar o Fluminense. Embora reconheça que o negócio esteja praticamente fechado, ele diz que ainda é jogador do Palmeiras. Por isso mesmo, faz questão de entrar em campo domingo. "Enquanto não estiver assinado, sou jogador do Palmeiras. E vou jogar normalmente, sem qualquer outro tipo de preocupação". Além da Rússia, Magrão tinha propostas também do futebol alemão, onde o seu procurador, Juan Figer, tem grande poder de atuação. Mas até para os alemães ficou difícil competir com o capital russo. Além disso, depois de ouvir Vágner Love, que atua no CSKA, o próprio Magrão se animou com a hipótese de jogar em Moscou. "O bicho não é tão feio como pintam", sintetizou o ex-atacante palmeirense, em sua última visita à Academia de Futebol, na terça-feira. De sua parte, Estevam Soares está absolutamente tranqüilo em relação a Magrão. Mesmo sabendo que o volante está praticamente fora do Palmeiras, ele não pensou duas vezes na hora de confirmá-lo na equipe. "Tenho certeza que o Magrão jogará concentrado só no Palmeiras. Isso é dele. É um guerreiro e já demonstrou isso muitas vezes". Além de Magrão, o técnico confirmou a melhor equipe para enfrentar o Fluminense. Depois que o julgamento do recurso do São Caetano foi adiado para terça-feira, esse jogo virou uma decisão para o Palmeiras. Se vencer, o time estará matematicamente classificado como quarto colocado no Campeonato Brasileiro e vai disputar a vaga na respescagem da Libertadores contra o Tacuary, terceiro classificado no Campeonato Paraguaio. "O Palmeiras terá de jogar como nunca no Maracanã. É o jogo mais importante do ano para nós. O Palmeiras quer ganhar essa classificação no campo, sem depender do tapetão. É ponto de honra para nós. Por isso mesmo, vamos levar o que tivermos de melhor para o Rio de Janeiro". O jogo é tão importante que o treinador palmeirense resolveu até antecipar a concentração para hoje à noite. A base do time está pronta: Diego Cavaglieri, Nen, Gabriel e Daniel; André Rocha, Marcinho, Magrão, Diego Souza (Marquinho) e Xavier (Vinícius); Thiago Gentil e Ricardinho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.