Mahdavikia admite que errou com "suas" mulheres

Após ter negado tudo e dizer que tinha sido seduzido, o meia da seleção iraniana e do Hamburgo, da Alemanha, Mehdi Mahdavikia, teve de reconhecer nesta quinta-feira que cometeu um erro. Samira, sua segunda mulher, anunciou ao jornal alemão Bild que está grávida e que já pediu o teste de paternidade para o jogador. ?Mehdi sabia que eu não esconderia isso. Ele me disse que queria um garoto?, revelou Samira.Já chamado de ?jogador do harém? pela imprensa alemã, Mahdavikia abandonou a casa em que vivia com Samira, que atualmente está no segundo mês de gravidez, e disse que não iria reconhecer a criança, segundo a própria Samira. ?Eu exigi que ele fizesse o teste da paternidade, mas ele se recusou. Ele queria enviar o seu empresário até a minha casa para conversarmos sobre aborto?, atacou Samira, que vem de uma família rica do Irã e logo descartou a idéia. ?O destino decidiu presentear a mim e a Mehdi com um bebê. Se ele não puder amar seu filho, então o bebê receberá meu amor duplo?, ressaltou Samira ao Bild.O meia iraniano teve uma reunião com o diretor do Hamburgo, Bernd Hoffmann, e o supervisor do clube, Dietmar Beiersdorfer, para esclarecer a situação. Após o encontro, Mahdavikia saiu com dois advogados e seu empresário iraniano, Reza Fazeli. Sobre o escândalo, nenhuma palavra. Apenas uma declaração por escrito.?Eu reconheço que cometi um grande erro. Mas agora a proteção à minha família vem em primeiro lugar.? Mahdavikia disse ao Bild que sua primeira mulher sabia de tudo e estava ao seu lado. Resta saber como ela vai lidar com a gravidez de Samira.

Agencia Estado,

13 de abril de 2006 | 19h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.