Andre Penner/AP
Andre Penner/AP

Maicon acredita em vitória do Brasil contra Itália

Lateral-direito explica como aposta nisso: 'Para isso temos de impor nosso jogo, sair para o ataque'

EFE

20 de junho de 2009 | 09h14

PRETÓRIA -O lateral-direito Maicon está confiante em uma vitória do Brasil sobre a Itália, neste domingo, em partida da terceira rodada do Grupo B da Copa das Confederações. "Claro que acredito que venceremos de novo, e para isso temos de impor nosso jogo, sair para o ataque, porque com a vitória garantiremos a primeira posição do grupo", disse.

Veja também:

Copa das Confederações 2009 - tabela Classificação

Copa das Confederações 2009 - lista Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Maicon não entrou em campo na difícil vitória do Brasil por 4 a 3 sobre o Egito, mas se destacou no triunfo da segunda rodada por 3 a 0 sobre os Estados Unidos, no qual marcou o terceiro da seleção.

O lateral-direito, que afirmou recentemente que ainda não se considera um titular absoluto da seleção, disse também que o fato de jogar na Inter de Milão não pesará a seu favor no momento do técnico Dunga escalar a equipe para a partida de domingo. "Não acredito que levarei alguma vantagem só por conhecer o futebol da Itália", afirmou.

Maicon disse ainda que o Brasil tem de saber jogar uma partida contra um rival que tem a obrigação de vencer. "É neste momento que devemos demonstrar nosso jogo", assinalou o lateral, que insistiu em que o Brasil deve pensar em si mesmo e demonstrar que é uma das melhores equipes do mundo.

O Brasil lidera o Grupo B da Copa das Confederações com 6 pontos em duas partidas. Já a Itália foi derrotada pelo Egito na última quinta-feira e está em segundo, com 3 pontos. Os italianos ficariam hoje com a vaga às semifinais somente pela vantagem sobre o Egito no saldo de gols. No entanto, enquanto a Itália faz o clássico contra a seleção brasileira, os egípcios entram em campo contra os Estados Unidos, que perderam as duas partidas e não têm mais chances de classificação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.