Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Maicon pode desfalcar São Paulo na Libertadores

Com um problema na coxa direita, meia deve passar por exames antes da partida contra o Atlético-MG

Marcius Azevedo, Agência Estado

08 de abril de 2013 | 08h26

SÃO PAULO - O São Paulo já não teria o meia Jadson e o atacante Luis Fabiano, suspensos, e agora pode ficar sem mais um titular para o decisivo jogo contra o Atlético-MG, dia 17, no Morumbi, pela ultima rodada do Grupo 3 da Copa Libertadores. O meia Maicon, que está atuando como segundo volante no esquema tático do técnico Ney Franco, sentiu um problema na coxa direita na vitória por 3 a 1 sobre o Botafogo, domingo, em Ribeirão Preto, pelo Campeonato Paulista, vai passar por exames nesta segunda-feira, mas não há muito otimismo pelos lados do clube.

"A situação do Maicon preocupa. Hoje a gente saberia que correríamos riscos se colocássemos jogadores que jogaram na Bolívia. Por isso, seguramos o Maicon e o Aloísio, e o planejamento inicial não era colocá-los no jogo, mas na parte tática foi necessário", afirmou Ney Franco. "Infelizmente aconteceu o que não queríamos. Ele vai passar por avaliação e esperamos que seja uma lesão mínima pra voltar o mais rápido possível", completou o treinador.

Maicon já é desfalque para quarta-feira, quando o São Paulo enfrenta o União Barbarense, em Santa Bárbara d'Oeste, em jogo adiado da quarta rodada do Paulistão. Neste jogo, Ney Franco promete escalar o time titular.

Segundo ele, os titulares, que foram poupados contra o Botafogo, ficam novamente fora apenas diante do XV de Piracicaba, sábado, no Morumbi, pela penúltima rodada da fase de classificação do Paulistão. Com isso terão tempo para descansar até o jogo contra o Atlético-MG.

"Precisamos botar os titulares para jogar, faremos isso na quarta-feira ou sábado. A tendência é utilizar a equipe titular na quarta-feira, contra o Barbarense, e depois percebermos se compensa utilizar também no sábado a equipe base que vai jogar contra o Atlético-MG", afirmou Ney Franco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.