Clayton de Souza/Estadão - 17/5/2013
Clayton de Souza/Estadão - 17/5/2013

Maikon Leite e Leandro podem ser negociados pelo Palmeiras

Atacantes não devem ser aproveitados por Oswaldo de Oliveira

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2015 | 18h18

Setor com mais opções para o técnico Oswaldo de Oliveira, o ataque do Palmeiras pode ter duas baixas em breve. Maikon Leite, que perdeu espaço nos últimos jogos, está nos planos do Atlas-MEX e Leandro, que se recupera de lesão e é o sonho do Sport, podem deixar o clube nos próximos dias.

Maikon Leite atuou no Atlas no ano passado e teve boa passagem. Tanto que os mexicanos tentaram prorrogar o empréstimo em janeiro, mas o Palmeiras só aceitava fazer negócio caso fosse em definitivo. E para complicar, Oswaldo ainda gostou das atuações do atacantes na pré-temporada, tanto que contou com ele no início do ano.

Atualmente, Maikon não vem sendo nem mesmo relacionado para o banco de reservas e seu contrato com o Alviverde vai até 23 de junho do ano que vem.

Quanto a Leandro, o atacante foi um dos quatro jogadores que chegaram por empréstimo do Grêmio em 2013, como parte da negociação envolvendo Hernan Barcos. Ele foi artilheiro da equipe naquele ano, com 19 gols, e o sucesso fez com que o presidente Paulo Nobre resolvesse pagar para ficar em definitivo com ele.

Desde então, Leandro caiu bastante de rendimento. Atualmente, ele está em fase final de recuperação após uma cirurgia no pé esquerdo, tanto que não foi nem relacionado para o Campeonato Paulista. O Sport deve entrar em contato com o Alviverde para formalizar uma proposta de empréstimo do jogador, que deve ter sua saída facilitada, já que a concorrência no setor é muito grande. O vínculo de Leandro vai até 31 de dezembro de 2017.

Além dos dois, Oswaldo conta com mais sete opções no setor: Cristaldo, Leandro Pereira, Gabriel Jesus, Kelvin, Dudu, Rafael Marques e Mouche, que se recupera de lesão.

Tudo o que sabemos sobre:
Mercado da BolaPalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.