Maiores campeões, Cruzeiro e Grêmio lutam para salvar o ano na Copa do Brasil

Competição é a última aposta de título para as duas equipes na temporada

Gabriel Melloni, Estadão Conteúdo

26 Outubro 2016 | 07h00

Oito títulos da Copa do Brasil estarão em campo em uma das semifinais da competição em 2016. Maiores vencedores da história do torneio, com quatro conquistas cada, Cruzeiro e Grêmio iniciam a disputa pela vaga em mais uma decisão nesta quarta-feira, às 21h45, no Mineirão.

Além do peso natural de uma conquista, ambos os clubes têm na Copa do Brasil a chance de salvar suas temporadas. O Grêmio mais uma vez viu o Internacional ficar com o título gaúcho, enquanto no Brasileirão luta somente por uma vaga no G6 para ir à Libertadores do ano que vem. Situação semelhante à do Cruzeiro, que caiu precocemente no Estadual e chegou a brigar contra o rebaixamento no Brasileirão antes de respirar um pouco e ficar no meio da tabela, mas também sem grandes pretensões.

Por isso, as duas equipes chegam para esta semifinal priorizando o torneio, o que pôde ser observado nas últimas rodadas do Brasileirão. No Grêmio, Renato Gaúcho escalou os reservas na rodada retrasada diante do Santos e só não repetiu a estratégia no último fim de semana porque tinha pela frente um Gre-Nal.

Já Mano Menezes fez o oposto. Se escalou os titulares contra a Chapecoense no último dia 16, poupou cinco deles no triunfo do último domingo, contra o Vitória. Alguns dos principais nomes do elenco, Bruno Rodrigo, Edimar, Robinho, Rafael Sóbis e Ábila ficaram de fora por desgaste e voltam descansados para o confronto diante do Grêmio.

Outro ponto em comum entre as equipes é o atual momento de paz que vivem, depois de uma longa turbulência. Se o Cruzeiro viveu o fundo do poço ao ter que lutar contra o rebaixamento durante boa parte do Brasileirão, o Grêmio chegou a brigar pela liderança no início da competição, antes de uma longa sequência de resultados negativos que culminaram na demissão de Roger Machado. A chegada de Renato Gaúcho e a classificação às semifinais da Copa do Brasil ajudaram a acalmar os ânimos.

Apesar de serem os maiores campeões do torneio, Cruzeiro e Grêmio também lutam para encerrar um longo jejum na competição. A última conquista cruzeirense aconteceu em 2003, ano da tríplice coroa sob comando do meia Alex. Já o Grêmio não vence a Copa do Brasil desde 2001, naquela que foi sua última conquista nacional de primeira divisão.

A quarta-feira marcará a primeira parte da disputa destes dois clubes por uma vaga na decisão da Copa do Brasil. O confronto de volta está marcado para o dia 2 de novembro, na Arena do Grêmio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.