Diego Vara/Reuters
Diego Vara/Reuters

Mais de 20 mil comemoram o título da Libertadores na Arena Grêmio

Jogadores levam torcida ao delírio em festa pela conquista continental

Luciano Nagel, especial para o Estado, Estadão Conteúdo

30 Novembro 2017 | 17h46

Mais de 20 mil torcedores festejaram, nesta quinta-feira, a conquista do terceiro título do Grêmio na Copa Libertadores na Arena Grêmio, em Porto Alegre. O megaevento teve início por volta das 13 horas, quando os jogadores retornaram de uma carreata, ao som de trio elétrico, ocorrida desde 9 horas pelas avenidas da zona norte e central da capital gaúcha.

+ Campeões recriam 'Brasil decime que se siente' no avião. Veja vídeo

Durante os festejos no interior da Arena Grêmio, com microfone em punho, o atacante Luan entoava cânticos da geral. A torcida neste momento foi ao delírio. Já o técnico Renato Gaúcho fez uma comemoração um pouco mais tímida dentro do gramado, saudando a torcida tricolor e retornando ao vestiário para dar entrevista aos jornalistas.

"Mantivemos a coerência e a coesão. Trabalhamos para ser campeões da América", afirmou o zagueiro Geromel. "A ficha ainda não caiu, mas terá de cair", completou o jogador, já pensando nos próximos compromissos.

Mesmo em festa, os jogadores do Grêmio ainda têm um compromisso pelo Campeonato Brasileiro. Neste domingo, às 17 horas, enfrentam o Atlético Mineiro, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 38.ª e última rodada da competição.

A delegação tricolor, que planeja a busca pelo bi mundial, embarcará na próxima terça-feira para disputar o torneio, que terá também o Real Madrid. O clube gaúcho fará a sua estreia na competição já nas semifinais, no dia 12 de dezembro, uma terça-feira, às 15 horas (de Brasília), no estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, contra o vencedor das quartas de final entre Pachuca, do México (campeão da Concacaf), e Wydad Casablanca, do Marrocos (África).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.