PSG/Twitter
PSG/Twitter

Mais de dois meses depois, Neymar volta a treinar no PSG: 'Estava ficando louco'

Atacante comemora retorno às atividades após se recuperar de lesão sofrida no pé direito

Redação, Estadão Conteúdo

03 de abril de 2019 | 12h18

Neymar está de volta a um campo de futebol. Pouco mais de dois meses após sofrer uma lesão no quinto metatarso do pé direito em uma partida do Paris Saint-Germain, o atacante brasileiro realizou nesta quarta-feira o primeiro treinamento em campo, com bola, no CT do clube, em Paris. E disse que estava "louco" para voltar a treinar.

"Meus amigos, voltei... eu tava ficando louco", escreveu Neymar em um stories, com uma imagem de seu treinamento desta quarta-feira, em seu Instagram. O brasileiro aproveitou as suas redes sociais para exibir várias fotos de sua atividade no centro de treinamento do Paris Saint-Germain.

De acordo com o clube francês, o atacante brasileiro está tendo uma evolução positiva na recuperação da lesão. "A recuperação da lesão de Neymar Jr. está evoluindo positivamente até hoje. Como previsto, o jogador voltará aos treinamentos na quarta-feira (3) para testes de campo. Um boletim médico e radiológico completo será feito pelos especialistas do clube em 15 dias", escreveu o clube francês em suas redes sociais na terça.

Com previsão de 10 semanas de tratamento - que evitou operar o pé direito pela segunda vez em um ano -, a expectativa era que Neymar voltasse a jogar agora, mas como o Paris Saint-Germain já foi eliminado da Liga dos Campeões da Europa - caiu para o Manchester United nas oitavas de final -, o clube preferiu prosseguir de modo mais conservador a recuperação. Assim, a ideia é colocá-lo em campo no final deste mês.

Assim, a ideia é colocá-lo em campo no final deste mês. Ele jogaria as últimas rodadas do Campeonato Francês e a final da Copa da França contra o Rennes, no dia 27, caso o Paris Saint-Germain se classifique nesta quarta-feira contra o Nantes, em Paris, pela semifinal.

Esta seria uma maneira de Neymar ganhar ritmo antes de se juntar à seleção brasileira para lutar pelo título da Copa América, entre 14 de junho e 7 de julho, no Brasil. A convocação final do técnico Tite está marcada para o dia 17 de maio.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.