Mais de mil torcedores são barrados perto do Beira-Rio

Mais de mil torcedores já foram barrados tentando entrar na área de restrição da Fifa, nesta quarta-feira, para o jogo entre Argentina e Nigéria, no Beira-Rio. O número é da Brigada Militar (BM), a polícia militar gaúcha. A maioria não tem ingressos, enquanto outros são flagrados com entradas falsas ou de jogos anteriores da Copa do Mundo. De acordo com o major da BM Cláudio Feoli, a maior parte deles é argentina.

GONÇALO JUNIOR, Agência Estado

25 de junho de 2014 | 13h26

Um grupo de dez torcedores argentinos foi retirado da área de segurança por tentar utilizar ingressos antigos. Os torcedores apresentaram entradas para a partida entre Argentina e Irã, realizada no Mineirão, no último sábado. Um torcedor nigeriano também tentou repetir a manobra usando ingressos para a partida entre Nigéria e Irã.

O grande contingente de torcedores sem ingresso preocupa as autoridades de segurança. A Polícia Federal estima que 80 mil argentinos estão em Porto Alegre. Desse total, apenas 18 mil teriam ingressos, de acordo com os organizadores da Copa. Para conter tentativas de invasão dos torcedores sem ingresso, a Brigada Militar recebe reforço do Batalhão de Operações Especiais. O coronel João Diniz Godoy, chefe do batalhão da Copa, afirma que o número de policiais empregados no jogo é o maior dos jogos realizados em Porto Alegre durante a Copa.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014futebolArgentinaNigéria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.