Rubens Chiri/Divulgação
Rubens Chiri/Divulgação

Mais efetivo em 2015, Ganso supera desconfiança no time

Meia do São Paulo tem ajudado nos gols e vencido críticas

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

30 de setembro de 2015 | 10h00

O meia Paulo Henrique Ganso sempre está cercado de expectativas. O jogador que surgiu no Santos e se destacou pelos passes criativos e talentoso, nem sempre agrada o torcedor do São Paulo pelas atuações, porém neste ano está mais efetivo. Com ele em campo, o time tem uma média maior de gols em partidas do Campeonato Brasileiro.

Quando o camisa 10 atua, o São Paulo marcou 31 vezes em 22 jogos, uma média de 1,4 por partida. Já sem Ganso, o índice cai para quatro gols em seis partidas, média de 0, 67. No último domingo, o meia contribuiu para esse rendimento ao dar passe para o gol de Carlinhos, que abriu o placar no empate em 1 a 1 com o Palmeiras, no Morumbi.

Antes castigado pelas sequência de lesões, Ganso vive um ano mais tranquilo no clube. "Faço um trabalho de suplementação, reforço muscular, trabalho funcional, velocidade e resistência. Tudo isso é importante para ganhar movimentação e mobilidade dentro de campo", comentou o jogador nesta terça-feira.

Nesta quarta-feira o camisa 10 deve ser titular contra o Vasco, no Rio, pela Copa do Brasil. A campanha no torneio aproxima Ganso do objetivo de ser campeão pela segunda vez - a primeira conquista foi a Copa Sul-Americana, em 2012. "O jogador trabalha para conquistar títulos. Sem eles, não se trabalha tão motivado", explicou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCGanso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.