Ricardo Saibun/Divulgação
Ricardo Saibun/Divulgação

Mais 'leve' após gol no Santos, Damião desconversa sobre seleção brasileira

Centroavante não esconde alívio por voltar a marcar, mas prefere cautela quando o assunto é Copa

Sanches Filho, Agência Estado

21 de fevereiro de 2014 | 19h01

SANTOS - Leandro Damião não escondeu o alívio pelo fim do jejum de gols na noite de quinta-feira, na vitória do Santos sobre o Atlético Sorocaba. De joelhos no gramado, ele se emocionou e apontou para cima, agradecendo antes de comemorar com os companheiros. Ao fim do jogo, dedicou o gol ao pai.

Nesta sexta, porém, o atacante foi mais contido. E evitou comentar sobre a sua ambição de defender a seleção brasileira na Copa do Mundo. "Meu foco é o Santos, é poder ajudar o Santos. A seleção está bem servida. Se tiver a oportunidade de ir, vou ficar feliz, mas meu foco é ajudar o Santos", afirmou.

Damião também desconversou ao ser questionado sobre uma possível concorrência com Alan Kardec para substituir Fred no amistoso da seleção brasileira com a África do Sul, no dia 5 de março. "Estou tranquilo, anteontem [quarta] teve o primeiro gol do Fred. O Alan tá muito bem, é um amigo. Torço com ele, independentemente da seleção", declarou.

O atacante santista só não disfarçou o alívio por ter marcado seu primeiro gol com a camisa santista. "Qualquer atacante que está fazendo gols fica mais leve. Claro que sou confiante, nos treinos me dedico muito, é uma confiança a mais para o próximo jogo", disse, já projetando o clássico com o São Paulo.

Damião prevê um duelo equilibrado, principalmente em razão da irregularidade das duas equipes nas últimas rodadas. "Acho que a marcação será redobrada para os dois lados. Sabendo que tem centroavantes de áreas, abre espaço para outros jogadores como o Thiago Ribeiro, o Geuvânio. Terá jogadores que fazem a diferença no nosso time", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCLeandro Damião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.