Carlos Gregório Jr. / vasco.com.br
Carlos Gregório Jr. / vasco.com.br

Mais longevo do Vasco, Henrique crê em 'reviravolta' para 'ano vitorioso'

Equipe tenta voltar ao caminho dos títulos após brigar contra o rebaixamento em 2018

Redação, Estadão Conteúdo

12 Janeiro 2019 | 19h09

Jogador mais longevo no atual elenco do Vasco, o lateral-esquerdo Henrique é otimista e acredita que a temporada que está prestes a começar será positiva ao time carioca, diferentemente do ano passado, quando a equipe não conquistou títulos e ficou muito perto de ser rebaixada à Série B do Campeonato Brasileiro.

"Espero ajudar o Vasco a ter um desempenho melhor do que foi na temporada do ano passado. Foi um ano de muitas dificuldades, tivemos muitos problemas, e precisamos dar uma reviravolta. A nossa expectativa é que o ano seja vitorioso, com briga na parte de cima, títulos", afirmou o lateral.

Promovido aos profissionais em 2013, Henrique, a exemplo do time, não teve um ano feliz. Até foi um dos jogadores do time que mais assistências emplacou, mas teve atuações irregulares e muitas vezes esteve no banco de reservas. Neste ano, além de Ramon, Henrique terá a concorrência de Danilo Barcelos, um dos oito reforços do Vasco.

"Todos que estão querem ajudar o Vasco. O nosso objetivo é brigar na parte de cima, lutar por títulos. É uma temporada longa, com muitas lesões e cartões, sofremos bastante com isso no ano passado, então você precisa ser qualificado. Todo mundo precisa estar bem sempre", disse Henrique, que elogiou a pré-temporada da equipe e exaltou a união do elenco. "Costumo dizer sempre que a união tem que ser a nossa maior fortaleza, então iremos procurar preservá-la ao máximo", emendou.

O Vasco folga neste domingo e volta aos treinos na segunda-feira. A estreia da equipe cruzmaltina no Campeonato Carioca será no próximo sábado, às 17 horas, contra o Madureira.

Mais conteúdo sobre:
futebolVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.