Mais um goleiro na fogueira corintiana

O Corinthians 2005 está se especializando em queimar goleiros. O nome da vez é Júlio César, mais um a entrar na fogueira, colocado como titular diante do Figueirense no jogo de domingo pelo Campeonato Brasileiro. O primeiro a ser desvalorizado foi Fábio Costa, afastado pelo argentino Daniel Passarella há duas semanas. Uma das justificativas para sua reintegração: o mau desempenho do prata da casa Tiago, oito gols sofridos em três jogos. A bomba agora estará nas mãos de mais um jovem atleta. O bicampeão da Taça São Paulo de Juniores, Júlio César, de 20 anos, sabe da dificuldades em se firmar, mas acredita em seu potencial. "Estou sonhando sim em ser titular. Respeito o Fábio Costa e o Helton (perto de ser contratado), mas vou brigar até o fim." Tiago deixa a equipe depois de duas derrotas (contra Figueirense e São Paulo) e uma vitória (diante do Atlético-PR). "Não acredito ter cometido nenhuma falha nesses três jogos", comentou após a última partida, na Arena da Baixada. Perde mais uma vez lugar para o goleiro com quem travou grandes duelos nas categorias de base e perdeu boa parte deles. Na Taça São Paulo do ano passado, os dois disputavam posição e Júlio César era o titular. Os três brigam momentaneamente pela vaga e assim esquentam a posição para Helton, do União Leiria, de Portugal. O jogador está praticamente acertado com o clube e dará neste fim de semana a resposta definitiva para Kia Joorabchian e Alberto Dualib, presidentes respectivamente da MSI e do Corinthians, que estão na Europa. O goleiro quer voltar, acertou salários, prazo de contrato - seriam três anos -, só negocia ainda um acréscimo nos valores a receber do fundo de investimentos, por ser dono de 30% do passe. Liedson - Pendente segue ainda a contratação de Liedson, do Sporting. O atacante demonstrou interesse em retornar ao Corinthians, os dirigentes corintianos se acertaram com o clube português, porém os salários do atleta não foram acertados. "Por enquanto, não há nenhuma negociação fechada, acabei de conversar com o Kia e a única coisa que posso dizer é que as negociações com Liedson, Helton e Vágner Love continuam", afirmou hoje à noite o assessor de imprensa da MSI, Fernando Mello. O atacante do CSKA, no entanto, está prestes a ser descartado, por pedirem por ele exorbitantes US$ 30 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.