Makelele anuncia segunda despedida da seleção da França

O volante francês Claude Makelele anunciou nesta segunda-feira que, assim como seus companheiros Zinedine Zidane e Lilian Thuram, não jogará mais pela seleção da França, que ficou com o vice-campeonato na Copa do Mundo da Alemanha após a derrota por 5 a 3, nos pênaltis, para a Itália, após empate por 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação. Makelele havia deixado a equipe em 2004, após a eliminação nas quartas-de-final da Eurocopa, com uma derrota por 1 a 0 para a Grécia em Lisboa. Ao lado de Zidane e Thuram, topou voltar à seleção durante as Eliminatórias, quando a França capengava e corria o risco de não disputar a Copa. No Mundial da Alemanha, atuou nas sete partidas dos Bleus, sem ser substituído - completou 660 minutos em campo, com 15 faltas cometidas, 11 desarmes e dois cartões amarelos. Melhor jogador na estréia, contra a Suíça, era considerado um dos pilares da equipe. Aos 33 anos, Makelele disse que continuará jogando no Chelsea, clube que defende desde 2003. Nascido na República Democrática do Congo, antigo Zaire, ele iniciou a carreira no Brest e jogou também por Nantes, Olympique de Marselha, Celta e Real Madrid - pelo qual alcançou as maiores glórias da carreira, os títulos europeu e mundial interclubes em 2002. Na Seleção, disputou 50 partidas desde 1995 - estreou num empate por 0 a 0 com a Noruega, em 22 de julho -, mas ficou de fora nas campanhas vitoriosas na Copa de 1998 e da Eurocopa de 2000.

Agencia Estado,

10 Julho 2006 | 16h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.